A Felicidade é Uma Escolha, por Érica Ostrowski

Érica Ostrowski

Acompanhe a coluna semanal de Érica Ostrowski no Jornal Panorama.

Olá queridos amigos, como combinado, vamos a mais uma das minhas histórias.

Me separei há muitos anos do único casamento, tive relacionamentos afetivos, alguns mais e outros menos intensos, mas nunca estive em completo encaixe e harmonia. Parecia que a busca seguia sempre, ou por um ajuste com aquele ou com outro alguém. Sempre quis ter um par, mas ficar sozinha também era bom. Caso alguma pequena coisa não me agradasse, logo decidia: Não preciso passar por isto. Nem sempre o não dar certo foi por responsabilidade do outro, ao longo deste período de 27 anos minhas prioridades mudaram, minha vida mudou, minha cabeça também.

Separei com 34 anos, quatro filhos sob minha total responsabilidade, de 16, 15, 9 e 8 anos. Não foi sem sofrimento, mas com muitas aventuras e alegrias, verdade seja dita. O que para alguns não serve para o setor amoroso da vida, eu considero uma qualidade em mim, a resiliência e a perseverança. Acreditava de dentro do meu coração que aquela busca não seria em vão. E mais uma vez a fé, positivismo e atitude deram certo.

E assim me preparei (mais uma vez a terapia foi determinante) e depois de um período de encontro comigo mesma achei que estava pronta para abrir a porta do meu coraçãozinho novamente e com uma nova postura, a honestidade e verdade comigo mesma, o que a Érica quer? Assim …

Don Vito estava se preparando para uma viagem que se auto-presenteou de aniversário. Eu estava indo para uma viagem surpresa que minha filha Julia me presenteou. Iniciamos conversa em um site de relacionamentos, bem escolhido para meu objetivo, ter um namorado.

Fiz um perfil honesto, a meu ver, e ele gostou. Com frases elegantes de pessoa inteligente, chamou minha atenção para o perfil dele. Viajante, pai de quatro filhos, corredor, esportista, inteligente, carismático, falante, espontâneo e determinado. A conversa aqueceu justamente enquanto ele estava em João Pessoa (PB) e eu Manaus (AM). A ilustração deste relacionamento já se desenhava em belas paisagens.

Em conversas, extremamente francas, fomos nos conhecendo, e checando a veracidade dos fatos, nas redes sociais, nas imagens trocadas, fotos, vídeos, telefone e no Google, com nome e sobrenome, ele fez como eu, investigou, afinal estava surgindo uma intenção de contato presencial. Defendo muito os relacionamentos através de sites e penso que casos de engano de internet é para quem seria enganado em qualquer lugar, mas isto é assunto para outra coluna. 

Como meu momento era de tranquilidade e saúde mental equilibrada, os sentimentos impulsivos deram espaço para análise inicial e a começar pelo caminho que me atrevo a indicar, a admiração (#dica1). E é fácil admirar o Vitor. De saída me comunicou que continuaria a viajar sozinho caso fosse o caso, e que iria morar no nordeste. Bom o que fazer com esta informação?! Viver o dia de hoje (#dica2) afinal, estávamos nos conhecendo. Importante dizer que me preparei para este momento, também fui franca e direta sobre minhas vontades e forma de ser e agi conforme minha decisão pessoal.

A conversa foi ficando cada vez mais interessante, acompanhei toda a viagem dele em João Pessoa, o coração começou a ficar mais feliz, cuidadoso para não ter expectativas (#dica3). Logo após o retorno das viagens, recebi uma visita que me beijou na boca, pegou na minha mão, e me convidou para estar junto sempre que possível. Admiração, respeito, individualidade, parceria, sedução, uma amor tranquilo. Lindo de se viver. Algumas frases nos definem: Nenhum de nós é metade, somos inteiros. Já éramos felizes, mais agora. Sem estresse, a guerra acabou. E a melhor que aprendi com Vitor, a felicidade é uma escolha.

Nosso relacionamento foi matéria do caderno Donna da ZH do Dia dos Namorados de 08/06/2019. E assim como aqui espero inspirar outras pessoas que desejem curtir esta aventura, que é se relacionar amorosamente. Se quiserem saber mais nos pergunte nas nossas mídias sociais.

Instagram @ericaimagem @barãodonvito
Face Érica Ostrowski Vitor Alves Rodrigues

Comentários