A Multiplicidade da Comunicação

Hoje em dia quando alguém não consegue se comunicar, entregar um convite, fazer uma reserva, enviar uma mensagem ou saber sobre uma notícia qualquer, gera preocupação ou espanto. Como assim? Como ainda não sabe? Não viu? Não conseguiu? Ah, pode estar sem bateria ou sem wi-fi. Único motivo aceito.

Não existem mais desculpas. Ninguém pode dizer que não o encontrou ou que não conseguiu falar, até porque temos recursos para saber se a mensagem foi entregue e vista. Nem precisa ter um perfil nas mídias mais famosas. Basta estar on-line.

Estamos vivendo um momento da revolução tecnológica onde a possibilidade de comunicação está em inúmeros veículos.

As notícias tem a velocidade da sua internet. O som e imagem chegam de uma forma ou outra a qualquer lugar. E cada vez mais nítido. Isto é transformador. Imaginem os jovens tendo que escrever uma carta de próprio punho. Será que conseguiriam? Acredito que não, a começar pela falta de corretor ortográfico automático e já finalizar com a ausência de emoji (figurinhas símbolos das expressões) e ainda mais ter que providenciar envelope, selo e postagem no Correio mais próximo, e contabilizar o tempo do transporte geográfico desta carta, e tudo novamente para uma possível resposta. Até nós que somos jovens há mais tempo e vivenciamos esta realidade, ficamos aflitos de relembrar como podia ser assim. Como nos comunicávamos antes? Há um tempo não tão distante, a ferramenta mais veloz era o “vovozinho” Telégrafo (procure no google), mudou tudo com o telefone, jornais, revistas, rádio e televisão. Porém nesta evolução em nada bate a abrangência e velocidade da internet.

Hábitos são difíceis de mudar, porém quando justificados de grandes vantagens, de economia de tempo, dinheiro e esforço físico, são rapidamente absorvidos e geram mudanças significativas de comportamento. Ninguém mais vive sem computador ou celular.

Trabalhos podem ser executados e enviados “de” e para” qualquer lugar. A ausência e a saudade diminuída pela proximidade online. Podemos seguir vivências, ideias, tendências de quem quer que seja no mundo todo. Podemos aprender qualquer coisa através de aula, tutorial, ou palestra virtual. Visitamos lugares enquanto os fatos lá acontecem, em tempo real ou passado, e já com algumas prévias do futuro. As pessoas mais famosas do momento são as digitais influencers, seus ganhos equiparam-se ao de jogadores de futebol. As ferramentas são inúmeras, mídias sociais, o Google que tudo sabe, aplicativos para tudo nesta vida e os canais diretos de mensagens. A comunicação é ampla, dinâmica e por muitos caminhos. Inclusive os conhecidos analógicos e presenciais.

Não existe mais volta, adaptar-se e desfrutar desta era é a melhor solução. Assim já é.

A multiplicidade da comunicação deve estar deixando Hermes (Mercúrio), o deus da Comunicação da mitologia grega, mais ocupado e veloz do que estivera em pleno Olimpo. Haja asinhas no elmo e nos pés. E #ficaadica. Ligue o rádio, compre o jornal ou baixe o app do Panorama e Rádios do grupo e nos acompanhe online. Ao vivo ou gravado. Só não vale dizer que não viu.