A roupa de natal


Mesmo sem querer, se lembra da expressão “vermelho do inferno” cada vez que vê seu..


Mesmo sem querer, se lembra da expressão “vermelho do inferno” cada vez que vê seu reflexo na vitrine da loja. A roupa grossa, as botinas e a barba artificial tornam o calor quase insuportável. Toca a sineta sempre que solta voz junto ao sorriso de disfarce, “ho ho ho”, tudo conforme o acordo com o velho turco, dono do estabelecimento. Nem pensa na fúria contida nos olhares das pessoas que xingam vendedores, brigam por estacionamento, gritam com as crianças, se empurram nas filas. Ele só pensa no dinheiro que vai receber. E no tanto de agrado que fará aos filhos, comprando pequenos mimos, dos quais não tem lembrança, mas quer deixar essa saudade aos rebentos. Sim, comprar mimos e coisas boas pra comer durante a ceia natalina. É isso que importa.

O dia, que parecia teimar em deixar de ser, é fim, finalmente. Tira a roupa encharcada de suor. Pega o dinheiro das mãos do dono da loja, que mantém a cara emburrada e olhar arredio. Na rua ainda tem gente. Tem gente triste. Todos estão tristes. Ele vê tristeza em tudo. Ainda tenta sair do estado de tristeza que vai tomando conta. Não consegue. E cheio de tristeza entra no bar da esquina, seu velho conhecido. Um trago antes de comprar os mimos, não faz mal nenhum. Um trago pra esquecer essas merdas todas que ouviu nos últimos dias. Um trago. E mais um. E outro.

Suas crianças estão sentadas nos degraus da escada de madeira em frente à porta da casa esperando por ele. Demora. Ouvem a voz da mãe. É hora de entrar. O pai não veio. Vamos comer o que tem. Ele deve ter ido falar com o Papai Noel. Sim, é isso. O Papai Noel mora longe. Vai trazer presentes. Melhor é comer o que tem e dormir. Amanhã é Natal.

O homem é tirado do bar. Jogado com força na calçada. Tenta levantar. Deixa o rosto colar na feiura do chão. Balbucia uma inaudível frase “as pessoas estão tristes.”. Apaga. Corpo e alma em perfeita harmonia. Dorme amontoado sob as marquises sem ser incomodado pelas pessoas que festejam a noite de Natal.

Compartilhar nas redes sociais: