FEMINICÍDIO

Acusado de matar mulher a tiros vai a júri popular em Parobé

Crime aconteceu em maio de 2017 no bairro Colina do Leão.

Mais um caso de feminicídio será avaliado por júri popular no Vale do Paranhana, desta vez em Parobé. Nesta quinta-feira (14), a partir das 9h30min, a 1ª Vara Criminal de Parobé reúne o Tribunal do Júri para analisar o processo que possui como réu Guilherme dos Santos Mendes, 32 anos, acusado de matar Jéssica Leite da Silva, 23 anos, em 15 de maio de 2017. O crime aconteceu na casa da vítima, na rua Adroaldo Mesquita da Costa, no bairro Colina do Leão.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Segundo a denúncia do Ministério Público, Guilherme chegou à residência do casal com uma arma de fogo, ingressou no imóvel e desferiu disparos contra Jéssica. A investigação apontou que o crime teria sido cometido pelo fato de Guilherme supor a existência de uma relação extraconjugal mantida pela vítima. Além disso, o Ministério Público apontou que o réu utilizou recurso que dificultou a defesa de Jéssica, uma vez que foi atacada de surpresa, quando se encontrava em casa, distraída com seus afazeres domésticos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A defesa pediu o afastamento das qualificadoras e alegou que o réu agiu por violenta emoção. Contudo, o recurso contra o júri popular foi negado pelo Tribunal de Justiça (TJ), mantendo a análise do caso pelos jurados, inclusive, com todas as suas qualificadoras. Na época do crime, Guilherme ainda fugiu com os filhos, mas depois, deixou as crianças com a sua mãe.

Leia mais: