Anunciado asfaltamento de ruas para viabilizar desvio de trânsito na ERS-239

Geral

Termo de ajustamento de conduta foi firmado pela EGR e Prefeitura de Taquara junto ao Ministério Público.

Rua Sete de Setembro receberá melhorias para suportar tráfego de desvio na 239. Fabricio Moraes/Jornal Panorama

Foi anunciado, nesta sexta-feira (14), um acordo envolvendo a Prefeitura de Taquara e a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) que prevê a realização de obras de asfaltamento no bairro Santa Teresinha de forma que o projeto de duplicação da ERS-239 tenha sequência. Para realizar as obras na rodovia, a EGR precisará trancar o tráfego por 120 dias, desviando os veículos por vias da zona urbana de Taquara. Para suportar esta movimentação, a prefeitura exigiu melhorias nas vias. O prefeito Tito Lívio Jaeger Filho ressalta a importância de que o acordo foi firmado com o apoio do Ministério Público, através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assegurando a sua efetiva realização e fiscalização pela Promotoria, mesmo com eleições neste ano, que pode ensejar eventual troca de governo.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O acordo foi firmado em audiência nesta quinta-feira (13) com a promotora Ximena Cardozo Ferreira, tendo assinado, pelo Executivo municipal, o próprio prefeito Tito e, pela EGR, o presidente da companhia, Nelson Lídio Nunes. Segundo o documento, a interrupção do tráfego na rodovia deverá se estender por 120 dias, a contar de 19 de outubro. Neste período, o trânsito será desviado para as ruas David Canabarro/Picada Gravatá e Sete de Setembro/Roberto Bonito em sistema binário. A EGR se comprometeu a adotar as seguintes providências em virtude do acordo:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


a) Terraplenagem no segmento não pavimentado (rua Picada Gravatá entre a David Canabarro e a ERS-239);
b) Pavimentação no segmento não pavimentado (rua Picada Gravatá entre a David Canabarro e a ERS-239);
c) Reperfilagem no segmento pavimentado com pedra irregular (ruas David Canabarro, Sete de Setembro e Roberto Bonito); e
d) Camada asfáltica de quatro centímetros (4 cm) de espessura no segmento pavimentado com pedra irregular (ruas David Canabarro, Sete de Setembro e Roberto Bonito).
e) Sinalização do binário a ser instalado, com tráfego em mão única em cada uma das vias e estacionamento em apenas um dos lados da via;
f) Sinalização do desvio na ERS-239 sentido Rolante-Taquara e Taquara-Rolante, esta necessariamente junto à confluência com a ERS-020, permitindo trânsito apenas local na ERS-239 entre a confluência com a ERS-020 e o Km 52,7.;
g) Instalação de redutores de velocidade nas ruas David Canabarro, Picada Gravatá e Sete de Setembro, em número mínimo de três em cada sentido de tráfego, de modo a inibir o incremento de velocidade nas vias municipais.

As obras elencadas acima deverão ser realizadas no período de 19 de setembro a 19 de outubro, de forma a viabilizar o início do desvio, que só será efetivado com a conclusão das melhorias. A necessidade de interrupção do tráfego, segundo a EGR, ocorre por conta da realização das obras de passagem inferior nas ruas Oswaldo Aranha e Nilo Dias, interligando os bairros Santa Teresinha e Empresa. Pelo acordo, assim que concluída a obra que motivou a interrupção, a EGR retirará a sinalização do desvio para as vias municipais e liberará a 239.

Prefeito Tito anuncia mudanças no trânsito em decorrência de interrupção na 239:

Também após o encerramento do desvio, a Prefeitura dará início às obras de microdrenagem e adequação, conforme projetos previamente elaborados pela Secretaria Municipal de Planejamento, tendo que realizar as obras em 90 dias a contar da normalização do tráfego. Concluídas as obras de drenagem, a EGR promoverá o recapeamento asfáltico das ruas David Canabarro/Picada Gravatá (no trecho entre a David Canabarro e a ERS-239) e Sete de Setembro/Roberto Bonito, assim como outras eventuais adequações que se fizerem necessárias pelo desgaste sofrido pelas vias em virtude do tráfego. A camada asfáltica final deverá totalizar oito centímetros de espessura média. O prazo para estas obras é de 30 dias.

Para viabilizar as obras da EGR na 239, a Prefeitura ainda se comprometeu a realizar a retirada e realocação de residência existente às margens da rodovia entre a Travessa Ludwig e a rua Nilo Dias, adotando todas as providências para a sua desocupação em até 90 dias, inclusive autorização legislativa. Em contrapartida a essa obrigação assumida pela Prefeitura, a EGR promoverá o capeamento asfáltico da rua Treze de Maio, no trecho entre a José Inocêncio do Amaral e a ERS-020, devendo a camada de asfalto totalizar cinco centímetros de espessura. Antes, a via também deverá receber obras de drenagem por parte da Prefeitura.