Arsenal Clube de Tiro oferece treinamento à policiais com instrutor que fez parte da SWAT

O treinamento, intitulado “Curso de Tiro Defensivo”, foi ministrado pelo instrutor americano Dave Acosta
Equipe que participou do treinamento “Curso de Tiro Defensivo”, ministrado pelo instrutor americano Dave Acosta
Foto: Alan Júnior / Jornal Panorama

O Arsenal Clube de Tiro ofereceu um curso técnico à agentes das polícias Civil e Militar, de Taquara, na manhã do último sábado (23), na sede do clube, que fica na Estrada do Rio da Ilha, na localidade de Moquém, interior de Taquara. O treinamento, intitulado “Curso de Tiro Defensivo”, foi ministrado pelo instrutor americano Dave Acosta, ex-policial da SWAT Americana, um dos nomes mais renomados quando o assunto é técnica de tiro. O curso foi viabilizado através de uma parceria entre o Arsenal Clube de Tiro, empresários da área comercial do município, Poder Judiciário, Consepro, e teve a finalidade de preparar, mais e melhor, os agentes de segurança de Taquara.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




“É notório o aumento do poder bélico dos criminosos e o risco que os profissionais da segurança correm no enfrentamento. Neste sentido, e dentro das nossas possibilidades, estamos colaborando com a qualificação destes operadores que estão diariamente debaixo do ‘mau tempo’ e são a principal barreira entre o bem e o mal”, afirma o vice-presidente do clube de tiro, Daniel Lauck.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O treinamento foi ministrado para 15 policiais civis e militares, que tiveram a oportunidade de aprimorar suas técnicas, adquirindo conhecimentos em: Fundamentos e Princípios (Tiroteio), Tiro Tático, Janela Tática (Preservar campo de visão periférica), Disparo Instintivo, Análise de fonte de risco e outras. Cada profissional efetuou cerca de 150 disparos.

DAVE ACOSTA

Dave Acosta trabalha ao lado de alguns dos melhores operadores de elite no mundo há mais de 20 anos. Iniciou sua carreira policial em Las Vegas trabalhando nas Unidades Especiais por 10 anos, sendo seis destes como Point Man (homem de frente), na Equipe Norte da SWAT, de Las Vegas. Atualmente, o instrutor atua como instrutor tático internacional e como líder de equipes de proteção de alto risco no Iraque, Afeganistão, África e na América Latina. Dave passa a maior parte de seu tempo percorrendo o mundo trabalhando com operadores e instrutores selecionados pessoalmente por ele. A maioria desses homens são Navy Seals, Special Forces e Recon Operators.

SWAT

SWAT é uma sigla em inglês para Special Weapons and Tatics (Armas e Táticas Especiais). Nos Estados Unidos, SWAT é o nome dado a uma unidade de polícia altamente especializada nos departamentos das grandes cidades. Mas, SWAT na verdade é um conceito baseado na premissa de um grupo seleto, altamente treinado e bem disciplinado, formado por policiais voluntários, são especialmente equipados e treinados para poderem reduzir o risco associado a uma situação de emergência. Isto pode incluir ataques coordenados a alvos específicos, tais como: criminosos fortemente armados em locais abrigados, mandados de prisão de alto risco e operações com reféns localizados e desativação de artefatos explosivos, além de atividades como escolta VIP e combate ao “inimigo interno” (terroristas infiltrados em solo americano). Os policiais da SWAT são equipados com um armamento diferenciado dos patrulheiros, incluindo submetralhadoras, carabinas, gás lacrimogêneo e granadas de mão, além de rifles para franco-atiradores.

Confira fotos do treinamento

Imagens: Alan Júnior / Jornal Panorama