Artista apresenta trabalho em alusão ao Dia de Combate ao Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes

A exposição acontece a partir das 15h desta quarta-feira em Igrejinha e na quinta em Canela.

O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Segundo a Secretaria de Direitos Humanos, o dia foi escolhido porque, em 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data foi instituída a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em alusão a data, o artista plástico e educador social, Joelsom da Rosa, propôs uma intervenção social que estará exposta, a partir das 15h, desta quarta-feira (15), nas Praça Dona Luísa, em Igrejinha e, na quinta-feira (16), também às 15h, na praça principal de Canela, ficando instalada até o dia 19 de maio.

A intervenção “Morte da Infância” é um convite à sociedade a uma reflexão do real papel enquanto ser humano e cidadão de não se calar e denunciar casos de suspeita de abuso e exploração sexual de menores. A ideia é incentivar as denúncias, para que sejam tomadas as devidas providências, e para que as crianças e adolescentes tenham seus direitos efetivamente garantidos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo o artista, a morte da infância é a morte de sonhos, de conquistas, de vivências e perspectivas de uma vida saudável com direitos garantidos. “Uma sociedade que omite, torna-se parte da violação, e a omissão colabora com isso”, afirmou Joelsom. Para denúncias sobre abusos, contra crianças e adolescentes, disque 100 ou procure o Conselho Tutelar da sua cidade.