Associação almeja atividades físicas para pessoas com deficiência na região


Agedefi está sendo fundada em Taquara.


A marca AGEDEFI foi idealizada por Karoline,
na foto com a mãe Noemi. Daíse Carvalho/Jornal Panorama

A prática de esportes adotados por pessoas com deficiência ou com mobilidade prejudicada pode trazer benefícios, como aumento de autonomia e qualidade de vida. Em Taquara, foi recentemente criada a Associação Gaúcha de Esportes para Deficientes Físicos, AGEDEFI. A entidade surge de um grupo com cerca de dez integrantes, entre eles a sócia fundadora Karoline Podlasinski.

Um dos principais objetivos da entidade está em proporcionar espaço e equipamentos qualificados para as pessoas com deficiência que queiram praticar esportes na região. Karoline é taquarense e paratleta de tiro esportivo e ciclismo, ela defende a criação da entidade há anos: “através da associação acredito que conseguiremos parceiros para nos ajudar, será possível nos inscrevermos em programas de apoio, editais e competições. Claro, estamos no início do projeto, pretendemos somar parceiros à nossa causa, conseguir fazer com que a associação seja direcionada para o incentivo ao esporte.” A AGEDEFI tem em seu planejamento a organização de um evento para o lançamento do time de GoalBall, jogo de futebol para pessoas com deficiência visual.

Integrante da seleção brasileira de paratletas de tiro esportivo e ciclismo, Karoline é bicampeã pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo e bicampeã gaúcha pela Federação de Tiro Esportivo. A atleta tem apoio fundamental da mãe, Noemi dos Santos, que cuida dos equipamentos e é presidente da associação. “Muita gente ainda olha para as pessoas com deficiência com sentimento de pena, a força deles é tão grande, que nós, caminhantes, não podemos imaginar. Vamos trabalhar juntos para que a ideia dê certo”, relata Noemi. A direção é formada por ela e dois vices: Leandro da Silva Pacheco e Fábio Strauss.

No primeiro momento serão realizados eventos para arrecadação de recursos, como um Galeto no Próximo dia 29 de abril. Até o final de 2017 o objetivo é credenciar a entidade ao Comitê Nacional e Internacional Paralímpico, IPC. Futuramente, há intenção de credenciar os atletas integrantes da AGEDEFI na Associação Canoense de Deficientes Físicos, de Canoas.

Além do apoio familiar, é necessário captação de suporte financeiro. “Para isso contamos com o apoio da academia Energia Vital, que trabalha conosco a preparação física. Mas ainda precisamos conseguir mais apoiadores, para termos os equipamentos necessários para treinar, como duas armas específicas de tiro esportivo, bolas de guizo, viseiras de proteção, tênis de futsal, equipamentos de segurança, entre outros. Nós deixamos de representar a região em campeonatos internacionais por falta de recursos”, explica Karoline. Os interessados em integrar a associação e apoiar a iniciativa podem entrar em contato pelos números 99941.9637 ou 984072844 e pelo e-mail: agedefirs@gmail.com.

Ouça entrevista concedida por Noemi ao programa Painel 1490, da Rádio Taquara.

Compartilhar nas redes sociais: