Até a madrugada, TAC encerra o ano com a tradicional corrida noturna

Esportes

Pilotos enfatizam estrutura diferenciada como destaque do Taquara Automóvel Clube (TAC).

Kartcross foi uma das provas disputadas no TAC na corrida noturna. Vinicius Linden/Jornal Panorama

Em uma prova que se estendeu até a madrugada deste domingo (9), o Taquara Automóvel Clube (TAC) realizou a sua tradicional corrida noturna. A etapa, que mobilizou os pilotos durante o sábado (8), marcou o encerramento da temporada no TAC. A organização ainda não remeteu os resultados completos do campeonato à reportagem do Panorama, que aguarda os dados para divulgação. A prova deste sábado aconteceu após dois adiamentos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




A presidente do TAC, Fabiana Reinaldo, comemorou o fato de o TAC confirmar, mais uma vez, que é um dos eventos mais prestigiados pela comunidade local. O público presente ao autódromo municipal, junto à sede do CTG O Fogão Gaúcho, foi expressivo. Coroado por um sábado com condições climáticas favoráveis, o TAC realizou, durante o dia, os treinos livres e classificatórios. Houve provas em motovelocidade, kartcross e na Turismo 1600, com destaque, segundo a presidente, para o grid formado por 30 carros.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os pilotos Ramon Cristiano e Cleiton Tombelly ressaltaram a magia da corrida noturna, como a mais esperada do ano. Para eles (veja entrevista em vídeo), o diferencial do TAC é a estrutura oferecida aos pilotos. Sempre valorizando as pistas de terra, o piloto Roni Oliveira também enfatizou a estrutura como o diferencial do TAC, bem como as amizades construídas na pista de Taquara.

Grid composto por mais de 30 carros foi um dos diferenciais da noturna. Vinicius Linden/Jornal Panorama