Câmara de Taquara analisará projetos que autorizam Prefeitura a contratar professores

Administração pretende formalizar contratos temporários com os profissionais.

Por mais um ano consecutivo, a Câmara de Vereadores de Taquara analisará projetos de lei de autoria da Prefeitura visando a contratação temporária de professores. Isso às vésperas de começar o ano letivo municipal, previsto para ter o início das aulas no dia 19. As matérias, sete projetos de lei, estão na pauta da sessão ordinária desta quarta-feira do Legislativo, que tem início marcado para as 18 horas. Receberam parecer favorável das comissões do Legislativo para a sua aprovação.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




No texto dos projetos (confira as propostas abaixo), o prefeito Tito Lívi Jaeger Filho diz que as contratações temporárias têm por objetivo suprir as necessidades imediatas da rede municipal de ensino. Acrescenta, ainda, que estas vagas serão supridas por concurso público, mas que, enquanto estiver em tramitação, precisa das contratações temporárias.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Durante a tramitação dos projetos, o vereador Luis Felipe Luz Lehnen (PSDB) apresentou emenda que terá que ser discutida por seus colegas de Câmara. O parlamentar sugere que todas as contratações propostas pela Prefeitura sejam realizadas por meio de um processo seletivo simplificado. Lehnen acrescenta que este é o método adotado pelos municípios vizinhos para este tipo de contratação e ressalta que isso evita o uso político das admissões temporárias. No ano passado, o vereador apresentou a mesma sugestão de emenda, mas foi derrotado pelos seus colegas.

Confira abaixo os projetos de lei em tramitação que tratam de contratações temporárias na Secretaria de Educação:

PROJETO DE LEI NÚMERO 03
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contratar um biblioteconomista
Prazo de até seis meses.

PROJETO DE LEI NÚMERO 07
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contratar até 38 professores de educação infantil
Prazo de até seis meses podendo ser prorrogado por igual período
Remuneração de R$ 1.806,81 (formação em magistério) para 30 horas/semanais

PROJETO DE LEI NÚMERO 08
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contratar até 60 professores de ensino fundamental (anos iniciais)
Prazo de até seis meses podendo ser prorrogado por igual período
Remuneração de R$ 1.204,54 (formação em magistério) para 20 horas/semanais

PROJETO DE LEI NÚMERO 09
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contratar até dois professores de Cultura Gaúcha
Prazo de seis meses de contratação podendo ser prorrogado por igual período.
Remuneração de R$ 1.204,54 para 20 horas semanais.

PROJETO DE LEI NÚMERO 10
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contrata até dois professores de música
Prazo de seis meses de contratação podendo ser prorrogado por igual período.
Remuneração de R$ 1.204,54 para 20 horas semanais.

PROJETO DE LEI NÚMERO 11
Autoriza a Prefeitura de Taquara a contratar até dois professores de educação especial – intérprete de libras.
Prazo de seis meses para a contratação podendo ser prorrogado por igual período.
Remuneração de R$ 1.204,54 para até 20 horas semanais.

PROJETO DE LEI NÚMERO 13
Autoriza a Prefeitura a contratar até:
– 15 professores de matemática para atuação no ensino fundamental e médio;
– 16 professores de língua portuguesa para atuação no ensino fundamental e médio;
– Sete professores de ciências para atuação no ensino fundamental e médio;
– Três professores de geografia para atuação no ensino fundamental e médio;
– Sete professores de história para atuação no ensino fundamental e médio;
– Cinco professores de artes para atuação no ensino fundamental e médio;
– Cinco professores de língua inglesa para atuação no ensino fundamental e médio;
– Quatro professores de educação física para atuação no ensino fundamental e médio;
– Um professor de ensino religioso para atuação no ensino fundamental;
– Dois professores de biologia para atuação no ensino fundamental e médio;
– Dois professores de física para atuação no ensino fundamental e médio;
– Dois professores de química para atuação no ensino fundamental e médio;
– Dois professores de filosofia para atuação no ensino médio;
– Dois professores de sociologia para atuação no ensino médio
Prazo de contratação por seis meses podendo ser prorrogado por igual período.
Remuneração de R$ 11,47 a hora, para 20 horas semanais, e os professores deverão estar cursando licenciatura ou formação em nível superior na sua área de atuação.

PROJETO DE LEI NÚMERO 12
Autoriza a Prefeitura a contratar até oito secretários de escola.
Prazo de contratação de até seis meses podendo ser prorrogado por igual período.

PROJETO DE LEI NÚMERO 14
Autoriza a Prefeitura a contratar até 35 merendeira e até 35 serventes.
Prazo de contratação de até seis meses podendo ser prorrogado por igual período.