“Capacitar para Incluir” beneficia alunos do CIEP com cursos preparatórios para o mercado de trabalho

Atividades gratuitas são oferecidas em parceria da administração municipal de Taquara com o Senac.
Aulas estão sendo ministradas no CIEP: secretário Anildo Araújo e a professora Andréia durante um dos momentos de capacitação. Divulgação/Magda Rabie

Desde julho do ano passado, a administração municipal de Taquara, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação (SMDSH), e, parceria, através de convênio com o SENAC/Taquara, promove o projeto “Capacitar para Incluir”. Muitas pessoas já receberam certificados, em diversos cursos e workshops motivacionais gratuitos. Neste momento, iniciado na segunda-feira, 8, o projeto é direcionado a alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Willibaldo Bernardo Samrsla – CIEP, no bairro Empresa – mais populoso e um dos mais carentes do Município.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Aos estudantes são destinados os cursos “Preparando-se para o Primeiro Emprego”, que trabalhará técnicas para facilitar a entrada no mercado de trabalho, e, “Atendente e Recepcionista”, que mencionará técnicas de atendimento ao cliente. Os professores responsáveis são Cleonir da Rocha Kaipper e Andréia Gabriela Arnold, ambas formadas em Administração. Cada turma compõe vinte participantes, sendo os encontros realizados de segunda à quinta-feira, das 14h às 17h.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O secretário de SMDSH, Anildo Araújo, observa que os cursos beneficiarão alunos que estão estudando no CIEP tendo em vista a dinâmica e metodologia para alcançar jovens em conclusão do ensino médio e que estarão buscando uma oportunidade de emprego. “Já concluímos outros cursos para jovens de famílias carentes que se qualificaram, gratuitamente, recebendo certificados para enriquecer, ainda mais, o currículo. Acreditamos que, desta forma, estaremos contribuindo para o fortalecimento dos jovens para conquistarem uma vaga em um mercado de trabalho cada vez mais concorrido”, relata Araújo. A professora, Andréia Gabriela Arnold, menciona que iniciando uma qualificação ainda jovem as oportunidades aumentam àqueles que se destacam. “Se vocês traçarem um plano na vida de vocês, vocês podem ser o que quiserem, porque tem muito tempo pela frente. Sigam o sonho que vão chegar muito longe”, afirma Andréia.

Participando do curso, as alunas Camile Vitória Almeida Vilde e Lara Santiago, ambas de 14 anos, estão felizes com a oportunidade. “Está sendo uma ótima oportunidade para aprendermos, termos uma ideia do que fazer quando formos arranjar um emprego. Também estamos aprendendo sobre linguagem corporal, como se expressar para passar uma boa impressão, isso tudo soma ao nosso aprendizado”, revela Camile. Para Lara, além de ser uma chance de alcançar um bom emprego, o curso desmembra as melhores formas de se comportar numa empresa. “Aprendemos como nos dirigir aos nossos superiores e colaboradores, como atender com atenção o cliente, que é quem mantém a empresa em funcionamento”, revela Lara.

Desde o seu início, o “Capacitar para Incluir” já promoveu os workshops “Como alcançar seus objetivos?” e “Como elaborar meu currículo?”, os cursos de Informática fundamental (08 aos 10 anos), Informática fundamental para o Trabalho (14 aos 24 anos), curso de Empregada Doméstica, Excelência no Atendimento para Garçom e Técnicas básicas para Manicure.

A iniciativa visa a proporcionar às pessoas cadastradas no Programa Bolsa Família qualificações para a integração ao mercado de trabalho. A ideia é que toda família participe, sendo destinados cursos para crianças e adultos, a partir dos oito anos de idade. O investimento do Município, para suprir o convênio com o SENAC, foi de R$ 28 mil reais, com recursos do Índice de Gestão Descentralizada Municipal – IGDM Bolsa Família, do Ministério do Desenvolvimento Social.

Camile e Lara são alunas do curso e estão animadas com a oportunidade. Divulgação/Magda Rabie