Contra todas as probabilidades, ela conquistou a graduação universitária

Contra todas as probabilidades,
ela conquistou a graduação universitária

Carla Gelinger: “o momento em que
fui mais eu mesma”

Carla Gelinger conta que foi criada para casar e ser dona de casa. E foi! Casou aos 16 anos e teve o único filho, Charles, aos 17. Até então, tinha chegado somente à quarta série. Mas havia dentro dela uma inquietude que apontava para o desejo de estudar, ser alguém por si só, sem estar à sombra de ninguém, e sem ter que seguir trabalhando na indústria calçadista, onde se sentia frustrada.

Entre constrangida e bem-humorada, ela revela que se casou precocemente com o namorado porque a mãe avisou que a família só poderia bancar uma festa. E como a irmã Sandra estava casando, era “então ou nunca!” As perspectivas em casa não prometiam grandes possibilidades à cabeça cheia de expectativas de Carla, então o casamento foi a saída para alguma nova possibilidade. Anos depois veio a separação, havia um filho para criar, e mais uma vez a irmã Sandra, já massoterapeuta então, entrou em cena e convidou Carla para seguir o mesmo caminho.

“Não conta isso aí”, disse Carla, quando revelou que, para conseguir fazer o curso de massoterapeuta, precisou declarar que tinha o primeiro grau completo. Naqueles tempos não havia os rigores de hoje para comprovar nível escolar, e no fundo Carla sabia que era uma questão de tempo para que ela resgatasse aquela “santa mentirinha”. Ao longo dos anos, foi estudando da forma que dava, teve aulas particulares, prestou provas especiais na Delegacia de Educação, fez supletivo, e concluiu o segundo grau. Isto aquietou em Carla, por algum tempo, a sensação de que estava devedora consigo mesma. Neste meio tempo, priorizou a formação do filho, hoje advogado.

Mas o “bichinho do quero mais” roía dentro de Carla: faltava-lhe um diploma universitário! Prestou vestibular na FACCAT para administração, pensando em aperfeiçoar a gestão da empresa cujo sucesso construíra com a irmã Sandra – a Estética Sandra e Carla. No entanto, Carla não se identificou com o curso, e seus olhos brilharam quando descobriu a formação superior em Estética e Cosmética na Feevale. “Gestoras Sandra e eu já éramos de certa forma, e podíamos nos assessorar de outros profissionais nesta área. Mas eu queria estabelecer excelência no meu ofício! Entender por que e como as coisas acontecem nos tratamentos estéticos, coisa que aprendi nas aulas de fisiologia. Hoje vejo o acerto da minha escolha. Logo, a exemplo de outras atividades, o trabalho nas empresas de estética terá que levar a assinatura de um profissional com curso superior, e nós não teremos que delegar esta responsabilidade a terceiros” – ponderou Carla.

Sobre o desenrolar de seu curso, ela conta que foi um desafio imenso. Levou consigo uma bagagem de experiência prática, mas lhe faltavam outros instrumentos, como noções de informática para acompanhar as atividades. “Precisei contar muito com o auxílio e a boa vontade de meus colegas jovens, e me esforçar bastante. Mas pude retribuir a eles com minha experiência prática, que trazia dos anos de trabalho na nossa estética. Foi uma troca gratificante e enriquecedora – conta Carla. Tive também muito incentivo dos professores e da coordenadora do curso. Eu pude aprofundar com eles a bagagem que já trazia da vivência profissional, e nossas conversas muitas vezes derivavam para verdadeiras aulas particulares.”

Carla levou mais tempo que o normal para se formar, porque necessitava conciliar a faculdade com o trabalho na estética. Além disso, precisou se dedicar arduamente para compensar o vácuo que os longos anos longe dos estudos lhe haviam imposto. “Tive que traduzir textos do inglês, por exemplo, sem nunca ter estudando o idioma” – conta com sua divertida e peculiar gargalhada.

O atual marido foi de grande apoio nesta empreitada, mostrando-se compreensivo e companheiro durante a rígida rotina de estudos, que tomava os finais de semana. A irmã Sandra também segurou o rojão na Estética, para que Carla tivesse tempo extra, pois em alguns semestres frequentou a Feevale da manhã à noite. Com orgulho e gratidão, ela revela que contou com incentivo e ajuda financeira do filho para fazer frente ao custeio da faculdade. Além disso, durante o período do curso, ainda sobreveio a doença dos pais de Carla, o que mobilizou toda a família na assistência necessária.

No começo deste ano, a formatura no curso de Estética e Cosmética colocou Carla no patamar que ela sentia dever a si mesma. “Nunca fui tão legitimamente eu mesma como no dia em que subi ao palco e me dirigi à mesa oficial para receber meu diploma de graduação superior. Celebrei minha formatura com muita alegria, dividida com a equipe de trabalho, familiares e amigos mais próximos. Quase desisti da comemoração, por luto recente de meu pai, mas o brilho nos olhos de meu filho, orgulhoso da mãe, me fez repensar, e foi um momento de muita alegria compartilhada. Aos 50 anos me formei na Faculdade!”

Enquanto falava à reportagem sobre sua conquista, Carla destacou o quanto precisou se esforçar para acompanhar e extrair o melhor proveito do curso. Foi quando a secretária da estética interveio: “quem ouve a Carla não imagina que ela passou o curso inteiro com notas máximas e lamentando um eventual 9,7” (risada coletiva).

Falando sobre os resultados práticos do seu curso para a Estética da qual é sócia com a irmã, Carla diz que o primeiro passo foi uma mudança nos protocolos dos procedimentos. “Com o conhecimento que adquiri sobre como os ativos e os modernos equipamentos agem no organismo, pudemos personalizar os pacotes de tratamento para as clientes (e os clientes!), oferecendo resultados mais rápidos e eficientes no objetivo de cada um. Além disso, fiquei habilitada a realizar novos procedimentos, como tratamento capilar com destaque para a alopecia, depilação a laser, microagulhamento e peeling químico para tratar e rejuvenescer a pele, entre outros.”

A matéria encerra por aqui; mas não a fome de saber que instiga Carla, e que já a motiva para um curso de pós-graduação na sua área. Vêm aí novos capítulos!