TAQUARA

Centro de Defesa Lar Padilha ganha novo espaço para higienização

Voluntários se empenham para proporcionar maior comodidade a crianças e educadores.

Um grande projeto foi recentemente finalizado no Centro de Defesa Lar Padilha, a unidade que cuida e atende bebês e crianças de zero a oito anos de idade e fica no centro de Taquara. A fim de proporcionar um melhor acolhimento, principalmente aos bebês e às crianças pequenas, grupos de amigos uniram-se para revitalizar o espaço do berçário. A ideia foi criar um ambiente de higienização, dispondo os bercinhos em uma sala separada.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Para que o projeto se concretizasse, o investimento de R$ 10 mil reais, adveio da voluntária Silvana de Aguiar, taquarense que hoje reside nos Estados Unidos, e do projeto Cordas Vivas, representado por Leila Haudrich, que é comerciante no município. Cada um, com seus grupos respectivos, angariou R$ 5 mil para a efetivação da obra. O projeto e execução do espaço foi elaborado, também voluntariamente, pela arquiteta Neuza Maria Brussius.

A iniciativa foi da voluntária Silvana que já havia visitado o Centro de Defesa em outra ocasião e queria fazer algo que acomodasse melhor os pequenos e auxiliasse as educadoras. “Tudo começou com uma forma de ajudar o próximo, retribuir e agradecer o Universo pelo que temos, em virtude de outras pessoas terem tão pouco. Assim, com um grupo de amigas da infância de Taquara e a minha família, que aceitaram o desafio, nos unimos na busca de levantar fundos para ajudar o Lar e fizemos uma festinha para as crianças, angariamos os recursos para a revitalização do berçário. O projeto ficou maravilhoso! Também houve a doação de outra pessoa que permitiu que o projeto fosse executado”, explica Silvana.

Faltando recursos para concretizar a obra, a integrante do grupo Cordas Vivas, Leila Haudrich diz que, por intermédio da arquiteta Neuza, soube que estavam projetando reformar o berçário, mas não havia disponível todo o valor necessário. Idealizado pelo professor Álvaro Vicente, o Cordas Vivas tem 22 anos de atuação, em Taquara, e, todos os anos, promove, em dezembro, um espetáculo musical beneficente. Ainda do evento de 2017, havia recursos para auxiliar alguma entidade, resolveram assim apoiar a iniciativa. Cada grupo apoiador dispôs de R$ 5 mil reais para proporcionar um espaço revitalizado, com trocador, roupeiros, banheiras, dispondo os berços em outro local, evitando infecção e deixando o local mais higiênico e espaçoso a todos os funcionários.

Diretor do Lar Padilha, Fernandes Vieira dos Santos; psicólogo do Lar, Alessandro Lauck; comerciante Leila Haudrich; funcionária do lar, Margarete Brito e arquiteta Neuza Maria Brussius. Divulgação/Magda Rabie