Consepro de Igrejinha usa verba de penas pecuniárias para comprar equipamentos aos bombeiros

Bombeiros Voluntários receberam 12 capacetes no valor de R$ 27,6 mil.
Membros da diretoria do Consepro, da Justiça e representantes dos bombeiros na entrega dos 12 capacetes que beneficiaram a instituição voluntária. Divulgação

O Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública de Igrejinha (Consepro) informou a aquisição de 12 capacetes novos devidamente habilitados para o trabalho no combate a incêndios para o Corpo de Bombeiros Voluntários do município. Os equipamentos foram entregues e já estão sendo utilizados pela corporação nas ocorrências. Ao todo, o valor investido foi de R$ 27,6 mil, em recursos provenientes de penas pecuniárias do Poder Judiciário.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Segundo o Consepro explicou, estas penas consistem em condenações alternativas a crimes que não tenham sido cometidos com violência ou grave ameaça e que não resultem em privação de liberdade superior a quatro anos. São medidas previstas no Código Penal como alternativas à prisão. As instituições sociais podem apresentar projetos ao Judiciário para ter acesso às verbas provenientes destas penas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Consepro de Igrejinha apresentou três projetos, contemplando, além dos bombeiros voluntários, a Brigada Militar e a Polícia Civil. A corporação militar recebeu a manutenção dos seus prédios, enquanto a Delegacia de Polícia teve a pintura interna de sua sede. Ao todo, os recursos liberados para estes três projetos alcançaram R$ 45.920,33 através do Consepro.

Conforme o balanço divulgado pela Justiça, o edital que contemplou todas as entidades do município alcançou R$ 114.845,40 em verbas distribuídas. Foram beneficiadas, ainda, as escolas Lajeadinho e Dona Carolina, bem como o Cemae, com recursos para diversos projetos das instituições.