Temperatura agora:   14.4 °C   [+]

Dalciso Oliveira é diplomado como deputado estadual

Dalciso Oliveira recebeu o diploma de deputado em Porto Alegre. Divulgação

O vice-prefeito de Igrejinha, Dalciso Oliveira (PSB), recebeu, nesta quarta-feira (19), o diploma de deputado estadual eleito. O mandato foi conquistado no pleito de outubro, com 26.765 votos. “Agora estou oficialmente apto a assumir meu mandato, para o qual fui eleito com empenho de inúmeros parceiros”, disse Dalciso, em publicação no Facebook, agradecendo à comunidade do Vale do Paranhana.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A diplomação dos eleitos foi realizada em cerimônia na Casa da Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) no Centro Administrativo Fernando Ferrari. Além dos deputados estaduais, foram diplomados os eleitos aos cargos majoritários: Eduardo Leite (governador), Ranolfo Vieira Júnior (vice-governador), Luiz Carlos Heinze (senador) e Paulo Paim (senador), bem como os 31 deputados federais. Os suplentes poderão retirar seus diplomas a partir do 7 de janeiro de 2019 no gabinete da presidência do TRE gaúcho (rua Duque de Caxias, 350).

O presidente do TRE/RS, desembargador Jorge Luís Dall Agnol, observou que a diplomação é a atividade que legitima o processo eleitoral de 2018. “Diria mais: é a continuação da festa democrática, como vimos neste local. Comemoramos, neste evento, a democracia”. De outra parte, lamentou a avalanche de fake news durante a campanha. “Um número elevado e, mesmo diante das nossas preparações, fomos surpreendidos com essa enxurrada, que inclusive atingiu a instituição Justiça Eleitoral, com críticas por possíveis falhas na urna eletrônica, o que ficou comprovado não ter ocorrido”, enfatizou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No final da cerimônia, o governador eleito, Eduardo Leite, em nome dos diplomados, disse do seu orgulho pelo momento. “Tenho consciência da sua importância e das responsabilidades diante das exigências da democracia. Juntos, neste palco, estão os representantes de mais de 11 milhões de gaúchos. É preciso celebrar, sim, os que nos proporcionaram esta diplomação, votando democraticamente suas vontades por meio das urnas”.