ESPORTES

Dois atletas da região são contemplados em edital do Estado para apoio ao esporte

Karoline Podlasinski, de Taquara, e Gabriel Feiten, de Três Coroas, receberão R$ 30 mil cada.

O governo do Estado anunciou, nesta terça-feira (4), os contemplados no primeiro edital do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte (Feie). A solenidade, com entrega de certificados, aconteceu em Porto Alegre e contou com a presença do governador José Ivo Sartori e do secretário estadual de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo, que é taquarense. Dois atletas da região foram contemplados com os recursos, Karoline Podlasinski, de Taquara, e Gabriel Feiten, de Três Coroas. Os dois atletas fazem parte da Associação da Pessoa com Deficiência, Amigos e Familiares, entidade fundada em 2014, com sede em Três Coroas e atuação em toda a região.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Por meio do edital nº 08/2018 da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), 15 projetos de Pessoas Físicas receberão R$ 30 mil cada, totalizando R$ 450 mil. Os projetos foram analisados pela Câmara Técnica do Pró-Esporte/RS e escolhidos entre 43 pré-selecionados dos 73 inscritos. A previsão de repasse dos recursos ocorre ainda em dezembro.

O governador Sartori destacou o apoio e incentivo ao esporte e ao paradesporto a partir da modernização do Pró-Esporte/RS, com novas ferramentas que tornam os processos mais ágeis e transparentes. Também exaltou a iniciativa via o Feie, que deixa uma marca social que pode mudar a realidade de quem mais precisa. “É possível perceber uma forma de apresentar recursos para pessoas físicas que possam ter acesso, praticar e se tornar cada vez mais um exemplo para os outros”, acredita Sartori.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Feie foi previsto por lei em 2012 e regulamentado por decreto em 2017, com projeção de orçamento para 2018. Teve seu primeiro edital lançado no último dia 2 de agosto. O edital valorizou, com pontuação adicional, os projetos que envolvem atividades direcionadas a pessoas com deficiência, altas habilidades e/ou superdotação, fator que foi determinante no resultado.

Feiten (ao centro) com autoridades do governo do Estado na divulgação do edital em Porto Alegre. Divulgação/Renata Martins
Karoline Podlasinski, com sua mãe Noemi, e autoridades estaduais recebeu certificado. Divulgação