Temperatura agora:   14.0 °C   [+]

Duas vereadoras de Taquara e um de Parobé formalizam trocas de partidos

Carmem, Sirlei e Eneás: os primeiros a comunicar mudanças partidárias.

O prazo para a janela partidária começa a movimentar o cenário político da região. Em vigor desde esta quinta-feira, dia 5 de março, vereadores podem se movimentar de siglas sem o risco de perder o mandato até o começo de março. Logo nos primeiros dias, já há confirmações de mudanças na região, três delas anunciadas nesta semana. A primeira é da vereadora de Taquara Sirlei Silveira, que está deixando o PTB e migrando para o PSB. O ato de filiação acontecerá nesta sexta-feira, dia 6, na Sociedade 5 de Maio. Também em Taquara, a vereadora Carmem Solange Kisch da Silva é outra que deixa o PTB, mas seu destino será o Republicanos. A filiação está marcada para evento no domingo, dia 8. Em Parobé, Enéas Rodrigues da Silva anunciou que está deixando o MDB, mas ainda não bateu o martelo sobre o partido a que se filiará.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Sirlei Silveira comentou a mudança de partido em entrevista à Rádio Taquara, nesta semana. Segundo ela, desde meados do ano passado, houve um desgaste por não concordar com questões relacionadas ao PTB. Afirmou que, convidada a se somar num projeto de gestão e desenvolvimento para Taquara, decidiu aceitar o chamamento do PSB. A vereadora disse, ainda, que está construindo este projeto desde o final do ano passado, ouvindo a comunidade, e apontou como principais nortes a geração de empregos para Taquara como caminho para o desenvolvimento do município. Sirlei ainda anunciou que é pré-candidata a prefeita pela sigla. Também confirmou negociações como o vereador Nelson Martins para ser seu vice. O parlamentar também deverá trocar de partido, saindo do MDB e se filiando ao Democratas.

Já Carmem Kirsch ainda não se manifestou oficialmente sobre a mudança de partido. Mas, nos últimos dois anos, ela vem se mostrando crítica ao PTB e à atual administração do prefeito Tito Lívio Jaeger Filho (PTB). A vereadora se filiará ao Republicanos em ato no bairro Empresa, no domingo, e também se anuncia como pré-candidata a prefeita.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Também em entrevista à Rádio Taquara, Enéas Rodrigues afirmou que sua saída do MDB de Parobé se constituiu em um movimento natural, uma vez que o próprio presidente da sigla, Valdenir Martins, teria dito que ele não contaria com mais espaço no partido além do que se candidatar a vereador. O parlamentar afirma que, ao contrário do divulgado por Martins, não sofreu qualquer processo de expulsão do MDB e que ainda não tomou decisão sobre o partido a que se filiará. Mas, um dos caminhos, adiantado pelo vereador, é a possível aproximação com o PSB, o que demandará novas reuniões nos próximos dias. Enéas também se coloca como pré-candidato a prefeito de Parobé nas eleições de outubro.