Temperatura agora:   1.9 °C   [+]

Em meio à discussão de orçamento, professores de Parobé não receberam pagamento das férias

Em meio à discussão sobre a lei orçamentária de Parobé para este ano, o município vem enfrentando dificuldades com pagamentos. Professores procuraram, nos últimos dias, a reportagem do Jornal Panorama e da Rádio Taquara dando conta de que não receberam os valores correspondentes às férias. A Prefeitura confirmou a situação, e atribuiu o problema à rejeição da proposta orçamentária pela Câmara de Vereadores no final de 2019. Por enquanto, ainda não há um prazo para a solução deste problema, segundo as informações da prefeitura. Os salários dos professores foram pagos na última sexta-feira (10).


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Foto: Divulgação / Eduarda Rocha

A discussão do orçamento mobiliza a Câmara de Parobé desde a semana passada. Na terça-feira (7), foi realizada uma sessão extraordinária para dar publicidade ao projeto de lei reencaminhado pela prefeitura. No sábado (11), aconteceu uma audiência pública no Legislativo para apresentação da proposta à comunidade. Segundo o Legislativo, a demonstração foi efetuada pela técnica do setor financeiro da prefeitura, Helena Sartori (foto ao lado). “Este demonstrativo obedece a todos os pontos estabelecidos na legislação, principalmente no que tange à lei de responsabilidade fiscal”, comentou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O projeto apresentado prevê um orçamento de R$ 177.290.000,00 para Parobé em 2020, distribuídos entre Executivo, Legislativo e Regime Próprio de Previdência dos Servidores Municipais (RPPS). A Câmara informou que sugestões foram indicadas pelos parlamentares presentes e moradores que participaram da audiência. Nesta semana, as comissões permanentes do Legislativo se reunirão para dar continuidade à tramitação do projeto de lei. A Câmara não informou previsão de votação do projeto.