Temperatura agora:   11.3 °C   [+]

Em meio ao toque de recolher, população se aglomera na área central de Taquara

Nesta terça-feira (7), quinto dia útil do mês de abril, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), e ao toque de recolher, a população taquarense se aglomera em diversos pontos da área central do município de Taquara. Filas se formam em frente às agências bancárias, mercados, lotéricas e outros estabelecimentos comerciais que estão atendendo.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Conforme o Decreto Municipal nº 68, de 20 de março de 2020, o prefeito Tito Lívio Jaeger Filho declarou estado de CALAMIDADE PÚBLICA em todo o território do Município de Taquara, e o toque de recolher, em tempo integral, para fins de prevenção e de enfrentamento à epidemia causada pelo Covid-19. Porém, o Decreto nº 68, teve que ser adaptado ao Decreto Estadual nº 55.149, de 26 de março de 2020, que considera como essenciais os serviços de agências lotéricas, igrejas, entre outros estabelecimentos.

As restrições no funcionamento do comércio e serviços, no entanto, não foram alteradas. Ambos os decretos de calamidade pública, tanto o municipal quanto estadual, estabelecem uma série de medidas para reduzir a circulação de pessoas e conter a disseminação da Covid-19.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Apesar da grande movimentação, a população taquarense deve manter os cuidados essenciais para conter a transmissão do vírus, como evitar aglomerações, manter uma distância de dois (2) metros de outras pessoas, lavar sempre as mãos com água e sabão ou usar álcool gel 70%, entre outras atitudes.

Confira as imagens:

Fotos: Alan Júnior / Jornal Panorama