Em visita à Usaflex, Eduardo Leite fala sobre planos de reduzir alíquotas do ICMS, e defende reforma administrativa

Foto: Jéssica Ramos/ Jornal Panorama.

Em cumprimento da agenda desta sexta-feira (18), a convite do prefeito de Igrejinha, Joel Wilhelm, e com agenda organizada em conjunto com o deputado estadual Dalciso Oliveira – para a cerimônia de abertura da 32ª Oktoberfest – o governador Eduardo Leite conheceu a matriz da Usaflex, e também se reuniu com sindicalistas no município de Três Coroas. Durante a visita à indústria calçadista, além de observar o trabalho de diversos setores e os calçados produzidos pela marca, Leite também respondeu a algumas perguntas da imprensa e foi presenteado com um par de calçados da empresa anfitriã.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




O governador disse que não poderia deixar de prestigiar o setor calçadista do Vale do Paranhana, na ocasião representado pela Usaflex, e destacou que o governo tem trabalhado para “enxugar a máquina pública”. Defendeu que, custando menos, o Estado poderá cobrar menos impostos e o setor industrial investir mais em suas empresas. “Além disso, estamos buscando formas de criar incentivos para que as indústrias possam prosperar, encontrando um ambiente de negócios favorável”, disse.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Leite explicou que para convencer o setor privado a fazer novos investimentos no estado, é preciso oferecer o ambiente que acolha as respectivas aplicações. E, para isso, o governo percebe a necessidade de trabalhar em três pilares fundamentais:

  • A redução de custos logísticos, para qual o estado já tem um programa de parcerias para investimentos, tanto na logística, quanto na infraestrutura;
  • A redução da burocracia, para qual o estado discute um novo código ambiental, visando facilitar a aprovação de licenças estaduais;
  • A redução do custo tributário, o que, segundo o governador, tem sido difícil, considerando que a máquina pública tem apresentado um custo exorbitante, obrigando o governo a recorrer às chamadas extras em impostos.

Leite defendeu que a reforma administrativa – cujas propostas foram apresentadas nesta semana aos sindicalistas, deputados e chefes dos demais poderes do estado – é indispensável no que diz respeito à criação de um ambiente favorável para o setor industrial. Disse que pretende encaminhar o pacote de medidas, já revisado, para aprovação da Assembleia Legislativa até o final deste mês. Questionado sobre a expectativa em torno da questão, ele respondeu que está otimista, e que a reforma será positiva para todos os gaúchos.

O governador ainda falou sobre a polêmica da construção de uma nova unidade penitenciária em Taquara. Disse que não há nada definido.

Usaflex – uma das melhores empresas para trabalhar

Líder no segmento, a Usaflex mantém quatro unidades produtivas, nas cidades de Igrejinha, Campo Bom, Dois Irmãos, Parobé. A indústria gera cerca de 2,8 mil empregos diretos, que respondem por uma produção de 25 mil pares/dia. Com demanda nacional e internacional, a empresa conta com a atuação de 33 escritórios de representação no mercado interno e dois representantes no mercado externo. A marca tem investido fortemente no canal de franquias, no qual se consolidou, em menos de três anos, como a primeira rede de calçados de conforto e moda do país. Os prêmios concedidos à usaflex destacam o compromisso com a qualidade, a inovação e a sustentabilidade, conquistando pela segunda vez consecutiva o certificado do Great Place To Work, ou seja, uma das melhores empresas para trabalhar.