Empresa é autuada por descarte irregular de resíduos industriais em Parobé

Polícia

Crime ambiental foi flagrado por equipes da Prefeitura e Polícia no bairro Palmeiras.

Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, juntamente com a Polícia Ambiental, flagraram, na última quarta-feira (14), crime ambiental no bairro Palmeiras, em Parobé. O fato foi constatado em uma antiga olaria desativada, onde foram encontradas quantidades de resíduos industriais descartados irregularmente.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O diretor de Meio Ambiente, Carlos Freitas, juntamente com a equipe técnica, realizou a analisé de todo material na busca de vestígios, além de, em parceria com a Polícia Ambiental, ouviu testemunhas para identificação de autoria do descarte. Após análise dos materiais depositados irregularmente, documentos encontrados no local e fundamentado em provas testemunhais foram identificados os donos da fábrica responsáveis pelo crime ambiental. Os nomes não foram divulgados pela Prefeitura.

Os autores foram autuados pela Secretaria de Meio Ambiente pela infração ambiental, já a Polícia Ambiental fará o registro da ocorrência crime e enviará relatório ao Ministério Público para apuração das responsabilidades cíveis. Segundo a prefeitura, o caso é extremamente grave, pois todo material está a céu aberto, em contato com o solo, alguns pontos com muita água e o resíduo precisa ser removido num razoável espaço de tempo. “Todo proprietário de fábrica de calçados ou ateliê de calçados tem a obrigação legal em dar a destinação ambientalmente correta dos resíduos (todas as sobras) através de empresa devidamente licenciada, a qual deverá comprovar está destinação”, destaca Freitas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE