“Enxergar só os problemas, é no mínimo não valorizar a cidade em que se vive”, diz Tito

Geral

Prefeito de Taquara apresentou, nesta segunda-feira (3), mensagem de abertura dos trabalhos do ano ao Legislativo.

Prefeito Tito se disse preocupado com o que chamou de mentiras divulgadas em época pré-eleitoral. Jéssica Ramos / Jornal Panorama

O prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho (PTB), manifestou preocupação com as discussões relacionadas ao ano eleitoral durante a apresentação de sua mensagem de abertura dos trabalhos na Câmara de Vereadores. A atividade aconteceu em sessão solene do Legislativo, no final da tarde desta segunda-feira (3). Na ocasião, o chefe do Executivo afirmou “que estamos em um período pré-eleições em que alguns querem vender que estamos em uma terra arrasada e não é verdade”. Na avaliação de Tito, “enxergar só os defeitos de uma cidade, é, no mínimo, ser pequeno em relação ao tamanho que nós somos e do que nós ainda queremos ser”. “Enxergar só os problemas, é no mínimo não valorizar a cidade que se vive”, completou o prefeito.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Ainda nessa avaliação sobre a valorização de Taquara, Tito afirmou que, quando prega isso, não é porque quer que os vereadores ou o prefeito sejam ressaltados. “Temos que valorizar a cidade que nós amamos, sejamos nascidos aqui ou vindos de fora. Nós que adotamos essa cidade temos que respeitá-la. E infelizmente estou sentindo que isso não vai acontecer”, disse, em referência às eleições. O prefeito falou que os vereadores precisam manter o respeito mútuo entre eles, dizendo que ataques pessoais “para fazer média em rede social” não somam. “A população não quer mais esse tipo de discussão pequena, que se limita a criticar”, afirmou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O prefeito disse que não concorda quando vê vereadores que são da base do governo sendo criticados por supostamente serem servis à administração, pois, segundo Tito, todos trabalham em conjunto. Os parlamentares dos partidos que apoiam sua administração, disse o prefeito, auxiliam no dia a dia com cobranças, sugestões de melhorias, discussões e, principalmente, se colocando à disposição para trabalhar nos projetos. O prefeito enfatizou a parceria estabelecida com a Câmara desde 2013, em que as economias do Legislativo são repassadas, segundo ele, mensalmente ao Executivo visando a auxiliar nas ações da administração. Disse que, não fosse esse recurso, não teria sido possível abrir o Posto 24 Horas e constituir a Farmácia Municipal.

“Temos muitas coisas por fazer, mas, como na casa de qualquer um de nós, não há dinheiro para fazer tudo o que a gente quer. Aqueles que nos atacam, e atacam essa casa também, como eu queria pedir que vissem sua vida pessoal. Muitos atacam, quando seu exemplo de casa é muito ruim, nao os abona”, afirmou. “Taquara nunca teve implementadas tantas políticas públicas como nos últimos anos. A população é confundida nesse período pré-eleitoral com muitas mentiras e nós temos a tarefa de combater a mentira. Nós temos que trabalhar de forma conjunta para combater as bobagens e mentiras que estão sendo ditas. E o que os vereadores têm feito de economias, não podemos usar o dinheiro dessa casa para atender meia dúzia, atender amigos ou parceiros”, acrescentou o prefeito.

Presidente da Câmara, Guido Mário Prass Filho (PP) afirmou que conta com a compreensão de todos os colegas de que é o presidente da casa e atende a todos. Disse que tentará ser justo, mas, para que isso ocorra, precisa da compreensão dos vereadores, seja de situação ou oposição, para fazer com que os trabalhos andem. “Aqui é o fórum da discussão, aqui vem os projetos. Temos a liberdade de nos manifestar a favor ou contra, isso é da democracia. Se todos pensassem iguais, bastaria um vereador”, reforçou o presidente.

Acompanhe a íntegra da sessão da Câmara de Taquara: