Escola de Taquara recebe a doação de sementes e planeja distribuir parte de sua produção

Educação

Doação do Banrisul foi feita para a Escola 17 de Abril.

Divulgação

Fazendo parte do “Saúde na Escola”, programa de interação das equipes de educação e saúde que visa ao monitoramento de ações de prevenção, promoção e avaliação das condições de saúde dos estudantes da rede municipal de ensino de Taquara, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) 17 de Abril, do bairro Campestre, recebeu no dia 22 de outubro uma doação de sementes do banco Banrisul e planeja agora distribuir parte de sua produção de verduras e legumes também para os pais de seus alunos.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


De acordo com o coordenador do Saúde na Escola em Taquara, o professor Levi Metanoya, uma das premissas do programa é incentivar ações e projetos que tenham como resultando não apenas o desenvolvimento acadêmico, mas também que incentivem o crescer saudável das crianças e jovens taquarenses. “Esta parceria com o Banrisul surgiu em boa hora e é fruto da necessidade de estimularmos hábitos alimentares saudáveis, fortalecendo o convívio comunitário e exercitando a cooperação e o trabalho em equipe”, analisa o professor Levi.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Por meio do programa Sementes Banrisul, que tem como proposta orientar estilos de agricultura de base ecológica e estratégias de desenvolvimento rural sustentável nas comunidades onde o banco está inserido, foi doado a EMEF 17 de Abril – através da Associação de Moradores do Campestre, o valor aproximado de R$ 5 mil em sementes agroecológicas de diversas espécies, como hortaliças, grãos, entre outras.

Também participaram da doação das sementes, entregues pelo gerente geral do Banrisul Taquara, Marcelo Barbosa, e pelo gerente do setor de Agronegócios, William Masera, o diretor de Agricultura Adair Flesch, a diretora de Saúde Solange Vargas, a técnica de enfermagem Carla Cislaghi, o presidente da Associação de Moradores do Campestre, Aldino Schüssler, além do professor Levi Metanoya e os alunos, professores e a equipe diretiva da EMEF 17 de Abril.

Segundo a diretora Giovana Glaci Adam, as sementes serão utilizadas no cultivo de três hortas escolares e uma horta comunitária, que terá boa parte de sua produção doada aos pais dos estudantes do educandário. Nos próximos dias, deverá ter início o preparo do solo e o plantio das sementes, por meio de uma parceria entre as secretarias municipais de Meio Ambiente e de Obras e Serviços Urbanos e a Emater do município.