Espaço viabilizado com recursos da Oktoberfest recebe novos soldados em Igrejinha

Geral

Reforma da antiga Escola do Senai propiciou montagem do Centro Integrado de Segurança Pública.

Vinte e nove soldados farão o curso de formação de policiais em Igrejinha. Divulgação/Vinicio Wallauer

Igrejinha recebeu, na tarde desta segunda-feira (12), 29 novos soldados que realização o curso de formação no município. A capacitação acontecerá no Centro Integrado, um espaço anexo ao quartel da Brigada Militar, cedido pelo município e totalmente adaptado com recursos da comunidade, através da Oktoberfest.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Em 2015 foi inaugurado o Centro Integrado de Segurança, uma parceria entre Município e Amifest (Associação dos Amigos da Oktoberfest de Igrejinha), que possibilitou a reforma da antiga Escola do Senai, dotando o espaço de toda a infraestrutura para funcionar como um Centro de Treinamento de novos soldados. De lá para cá, foram muitas reuniões e tratativas do município, seja em audiências do executivo ou do legislativo municipal com a Secretaria de Segurança e o Comando da Brigada Militar, no sentido de trazer uma turma de futuros policiais para treinamento no local. “Foi uma construção a muitas mãos, onde a comunidade, entidades e poder público se mobilizaram e pressionaram para que Igrejinha pudesse receber um grupo de novos soldados, que irão fazer o seu treinamento aqui”, declarou o Prefeito Joel Wilhelm.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A Brigada Militar (BM) realizará a formação dos dois mil candidatos aprovados para o cargo de soldado, convocados em 21 de setembro, de forma descentralizada. Todos os Comandos Regionais de Polícia Ostensiva (CRPOs) receberão turmas, obedecendo a uma orientação do secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, ao comando-geral da corporação.

O Curso Básico de Formação de Policial Militar possui, aproximadamente, oito meses de duração. A expectativa do governo do Estado é de que as aulas iniciem em novembro deste ano. Nesta edição, os alunos-soldados farão o estágio operacional obrigatório nos locais de realização do curso, atuando na área de abrangência dos respectivos CRPOs.

Autoridades municipais recepcionaram novos profissionais da segurança. Divulgação/Vinicio Wallauer