Temperatura agora:   18.1 °C   [+]

Estado diz que não se opõe à renúncia da Silvio Scopel no Hospital de Taquara

O governo do Estado encaminhou, nesta segunda-feira (9), manifestação à Justiça Federal sobre a renúncia da Associação Silvio Scopel à gestão do Hospital Bom Jesus de Taquara. No documento, a administração gaúcha afirma que não se opõe à renúncia e que elaborou plano de contingência, o qual está pronto para ser colocado em funcionamento a partir desta terça-feira (10), de forma que a população não ficará sem o devido atendimento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O governo diz à Justiça que sempre esteve acompanhando de perto o desempenho do hospital na execução do contrato mantido com a Scopel. “A interdição da UTI, a falta de renovação do alvará sanitário, as inúmeras dívidas e os frequentes ajustes de metas contratuais, dos períodos em que a produção não atingiu o esperado, tornaram previsível a impossibilidade de continuidade da atual administração, o que justificou o pedido de depósito dos valores do mês de janeiro em juízo. Devido à reiterada negativa de atendimento pelo Hospital de Taquara das referências pactuadas, os gestores já vinham buscando outros prestadores para encaminhar os pacientes em cada caso concreto”, afirma o texto, assinado pela procuradora do Estado, Verônica Bocchese.

Ainda em sua manifestação, o Estado declara que foi elaborado o plano de contingência e que está pronto para ser colocado em funcionamento. “Assim, o Estado não se opõe à renúncia de gestão apresentada pela Associação Silvio Scopel, anexando o plano de contingência elaborado pela Secretaria da Saúde”, informa o governo, acrescentando que o depósito judicial dos valores de janeiro será realizado nesta semana, e será apresentada comprovação no processo.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE