Fórum chama atenção para potencialidades voltadas para o turismo rural em Três Coroas

Geral

Incrementação da renda familiar, protagonismo jovem e feminino, foram algumas características destacas no Turismo Rural.

Fotos: Simone Chalub/ Divulgação.

Para evidenciar aspectos positivos e incentivar três-coroenses a investirem no Turismo Rural, foi realizado, na última terça-feira (7), o 1º Encontro para Diálogo sobre Turismo Rural, em Três Coroas. O fórum, que visa incentivar o desenvolvimento da atividade turística através da sustentabilidade econômica, social e ambiental, assim como, resgate e valorização da cultura local, aconteceu no auditório do SMEC do município. 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Durante o evento, a diretora de Turismo, Grasiela Huff e o secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Desporto, Tiago Scariot, deram as boas vindas e falaram da proposta do encontro. Na sequência, Mirian Carnetti – responsável pelo escritório da Emater de Igrejinha, conduziu o fórum, compartilhando experiências do trabalho que vem sendo realizado em Igrejinha, desde 2007/2008. A gestora trouxe alguns cases de sucesso para construir um elo entre os municípios, e se colocou à disposição para um possível trabalho em conjunto.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“Existe uma demanda de potencialidades percebida dentro do munícipio para o turismo rural, por isso, é de extrema importância a realização de encontros com estas abordagens, para que todos se conheçam e tenham acesso aos bons resultados gerados através deste viés. O foco vai além da valorização e da preservação ambiental, ele é capaz de incrementar a renda das famílias rurais, tornando também a mulher protagonista e possibilitando a inclusão produtiva do jovem”, explicou Mirian.

A Prefeitura de Três Coroas, através da gestora do Verde Público, Eliane dos Santos e da diretora de Turismo, Grasiela Ruff, já deu o primeiro passo, agendando o curso com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/ RS). O treinamento acontece daqui a dois meses e vai colocar em evidência a importância de possuir o turismo rural e explorar suas potencialidades.

“A partir deste fórum e do curso, será possível identificar nas propriedades o potencial de cada uma delas. Precisamos orientar, pois, sem a instrução necessária não existe conhecimento para implementar. A secretaria estará à disposição para intermediar e auxiliar cada necessidade que tiverem, tirando dúvidas. Este é o primeiro passo”, afirma Eliane.

O engenheiro Agrônomo, responsável pelo escritório da Emater em Três Coroas, João Alberto Rocha, disse que as pessoas precisam ter um melhor entendimento sobre os desdobramentos do turismo rural para colocá-lo em prática. “Habilidades como artesanato, culinária e conhecimento sobre a região (para se tornar um guia) podem complementar na atuação. A integração com o rafting, com o turismo religioso é muito importante. Precisamos fazer com que o turismo rural preencha os espaços que hoje não estão sendo utilizados”, finaliza.