Fórum de debates proporcionou três dias de conhecimento e oportunidades em Igrejinha

Iniciativa foi realizada pelo mandato do vereador Guto Scherer e pelo Instituto Desenvolver.
Representantes do setor industrial presentes no último dia do evento.
Divulgação / Shamchai Oliveira

Na quinta-feira (3), findou-se o 2º Fórum de Debates pelo Desenvolvimento, consolidando-se como uma das principais manifestações no sentido de tratar sobre as áreas de atuação econômica da região. No total, mais de 50 profissionais, entre representantes do setor privado e público, apresentaram suas histórias e percepções, apontando caminhos para o futuro de Igrejinha e região. Nos três dias de evento, participaram mais de 600 pessoas intercalando presença entre os painéis, conforme seus assuntos de interesse. Promovido pelo mandato do vereador Guto Scherer e pelo Instituto Desenvolver, o evento teve seu terceiro e último dia foi dedicado à Indústria e Inovação, com um workshop e quatro painéis. No encerramento, o idealizador do evento Guto Scherer agradeceu a presença de todos e enfatizou a razão do evento. “O resultado destes três dias de evento será lançado através da carta, com contribuição efetiva para o desenvolvimento da nossa cidade!”, finaliza lançando a data da próxima edição, que acontece nos dias 26 e 27/11/2020.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Divulgação / Shamchai Oliveira

Workshop

O workshop “Como ser competitivo foi conduzido pelo painelista Joel Maciel, presidente do Instituto Inovação. Ele inicia sua fala com números relevantes sobre a satisfação do brasileiro no trabalho e pontua possíveis soluções. “Atualmente, cerca de 68% dos brasileiros estão insatisfeitos com seu trabalho, devido a acomodação. A dica é: inove o tempo todo! Agregue valor, seja empreendedor, pense em inovação e mudança! ”, conta. Em uma síntese sobre grandes obras dos últimos anos, Joel aponta um compilado dos 10 princípios para o sucesso. “Tenha um propósito elevado e claro. Foco mental positivo. Fé e entusiasmo. Alianças qualificadas. Ação. Inteligência relacional. Foco. Gestão do tempo e dos recursos. Vida equilibrada. Disciplina.”. Joel aborda a importância da iniciativa, independentemente da posição dentro da empresa. “Iniciativa é importante, profissionais proativos ganham destaque! Eu prefiro que erre tentando, do que fique esperando o comando para ter iniciativa! ”, afirma. Finaliza afirmando a necessidade de adequação. “O mundo é dinâmico, a pessoa precisa buscar atualização e ser flexível. A nossa realidade muda a cada dia, todos nós precisamos nos adequar”, finaliza.

Divulgação / Shamchai Oliveira

Pequenas e médias indústrias

O primeiro painel do último dia de Fórum trouxe pequenas e médias indústrias para o debate. Mediado pelo gerente regional do SEBRAE do Vale dos Sinos, Caí e Paranhana, Marco Copetti, participaram os seguintes empreendedores: Rafaela Furlanetto, diretora criativa da Vicenza e Daniel Confortin, da Confortin Criação, Inovação e Serviços, Denilson Ferreira da Silveira, da World Shoes e Willian Ellwanger Siqueira da marca Hellen Carolina.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rafaela iniciou a fala do painel ressaltando a importância de ter propósito. “Se você tem uma ideia, tem propósito. Ele não é o que te tira o sono, mas sim, o que te faz sair da cama todos os dias para fazer algo que você gosta, que motiva e anima”. Finaliza com uma mensagem aos participantes sobre a marca. “Queremos estimular as pessoas a viverem com autenticidade e seguirem seu estilo único! Encontramos nosso propósito, transformamos a indústria em uma marca. ”.

CEO da Hellen Carolina, Willian apresentou a história da marca e sobre seu crescimento. “Qual o segredo para crescer? É reinvestir! Isso melhora o negócio e aumenta a qualidade”, afirma. Ao encerrar sua explanação, deixa os próximos passos da marca. “Para o futuro nós queremos qualificar nossa produção, investir em franquias, em pesquisa de mercado, tudo em prol do melhor atendimento e suporte aos nossos consumidores”.

Divulgação / Shamchai Oliveira

Empreendedorismo

O segundo painel abordou a temática do Empreendedorismo e foi mediado pelo presidente da CICS-VP, Roger Ritter, contando com os painelistas: Susana Kakuta, gestora executiva do Tecnosinos; Gabriel Engel, fundador do Rocket.chat; Nathan Casarin, co-fundador da startup Wegot e Joel Maraschin, diretor da Meta Notícias, onde puderam discorrer sobre seus respectivos negócios.

Susana inicia a fala do painel tratando sobre a importância da qualificação na inovação do mercado. “Falar em tecnologia e inovação é falar em gente. É preciso pessoas qualificadas para inovar, essa é a ferramenta”, afirma. Gabriel empreendedor nato, dono de um projeto inovador finaliza sua fala com duas dicas aos participantes. “Nossa missão como empreendedor é vender nosso modelo de negócio de forma colaborativa, para o setor público, privado, investidores, enfim, a ideia é potencializar o projeto ao patamar máximo”, ressalta. O jovem igrejinhense Nathan falou sobre a inovação e as possibilidades de empreender nessa área, pontuando o quanto é importante correr atrás do que se deseja.

Finalizando o painel, Joel Maraschin cita o papel do poder público. “A temática do desenvolvimento e da inovação passa pela política. É necessário esse entendimento por parte do poder público de que o emprego gera o desenvolvimento e renda”.

Associação dos Moveleiros

Um setor que vem crescendo na cidade ganhou espaço: a produção de móveis. O proprietário da Móveis Firenze, Luis Cláudio Silva da Rosa, representou a Associação dos Moveleiros de Igrejinha. Atuante no ramo da marcenaria há mais de 25 anos, Luis discorreu sobre sua experiência no ramo e a contribuição da categoria para o desenvolvimento local e regional. Em sua fala, ressalta a necessidade da valorização do setor. “O poder público precisa valorizar o setor moveleiro, podemos fortalecer a categoria para contribuir com desenvolvimento da cidade”, conta.

Indústria e inovação

Para fechar a programação do Fórum de Debates pelo Desenvolvimento, o painel tratou sobre Indústria e Inovação. A mediadora responsável pela condução do debate foi a consultora em inovações da Abicalçados, Roberta Ramos. Compuseram o painel: Ana Paula Matei, diretora de Gestão da Inovação na Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do governo do Estado do RS; Cristine Grings Nogueira, diretora presidente da Calçados Piccadilly e Joel Maciel do Instituto Inovação. Abrindo o debate, Cristine comenta sobre os 64 anos de história e a gestão da 3ª geração familiar na empresa. “Tivemos que aplicar uma nova estratégia comercial, para garantir maior presença no mercado”, reforça que uma das estratégias foi o investimento no corpo profissional. “Definitivamente a mudança passa pelas pessoas. Se não tiverem engajados nada acontece, são fundamentais no processo”, conta. Cristine finaliza discorrendo sobre o desafio da inovação. “As empresas estão no século XIX, os gestores no século XXI e os consumidores no século XXI. Nossos clientes esperam mais do que estamos preparados para entregar. O desafio é esse, acompanhar essa mudança”. Joel Maciel comparou o desenvolvimento nacional com de outros países, fazendo referência ao investimento em inovação. Ao finalizar suas considerações, afirma. “Ou você é inovador ou você é seguidor. Inovação e desenvolvimento envolvem o futuro. Ou inovamos ou alguém fara no nosso lugar”.