Games antigos: presentão para o dia dos pais (e para você ;D)


Se você, assim como milhões de pessoas mundo afora, gosta de jogos eletrônicos, provavelmente joga..


Se você, assim como milhões de pessoas mundo afora, gosta de jogos eletrônicos, provavelmente joga em videogames como Playstation e Xbox, ou no computador. E se você for jovem, a chance de seus pais terem jogado em videogames clássicos, como o NES da Nintendo, ou Mega Drive, ou mesmo no Atari, é enorme. Pois graças ao sucesso dos consoles antigos – os chamados retrogames – esses videogames clássicos dos anos 90 e 80 estão todos de volta!

Do ano passado para cá, tivemos a volta de videogames como o TecToy Mega Drive (já com 22 jogos na memória), TecToy Atari Flashback 7 (101 jogos na memória!) e NES Classic Edition (30 jogos, com clássicos como Super Mario Bros e Zelda, e que vendeu 2,3 milhões de unidades em quatro meses!). Depois desse sucesso monstruoso do NES, a Nintendo anunciou que o Super Nintendo deverá estar a venda provavelmente no mês que vem, com 21 jogos na memória. A outra boa notícia é que os valores são razoáveis, na faixa dos R$ 450,00. É ou não um ótimo presente, para unir ainda mais pais e filhos?

A vantagem desses relançamentos é que são produtos novos, com garantia e adaptados para serem ligados em televisões modernas – embora a imagem dos jogos vá ficar praticamente idêntica a original, onde você enxerga aquele conjunto de pixels na tela, um emaranhado de quadrados, e precisa imaginar que aquilo ali é um carro de Fórmula 1, por exemplo. Agora, se você preferir, existem milhares de opções das versões originais desses videogames, usados, para venda em sites de leilão. Nostalgia pura!

Fãs desses jogos antigos valorizam o jogo em si. Apesar de não parecerem, muitos especialistas dizem que os jogos antigos, até por conta dos poucos recursos computacionais, eram mais difíceis de serem jogados. Os programadores desses jogos, devido a pouca memória disponível para processamento nos videogames antigos, tinham que priorizar o jogo de fato. Era mais objetivo. Atualmente, durante o jogo, temos o manual de como jogar, uma história com início, meio e fim, e com qualidade gráfica excepcional, o que acaba, segundo alguns jogadores, tornando o jogo mais fácil (embora, obviamente, muito mais dinâmico).

A paixão por videogames no Brasil iniciou pelo Telejogo, em 1977, não muito tempo depois de ter surgido nos Estados Unidos. O que hoje pode parecer incrível, é que o Telejogo foi lançado no Brasil pela Ford. Sim, a montadora de veículos, que era dona da Philco, uma fabricante de eletrônicos (os rádios dos carros Ford na época), e por esse viés meio atravessado acabou a Ford sendo a fabricante do primeiro videogame do nosso país.

Depois do Telejogo, vieram Atari, Master System, Mega Drive e a linhagem da Nintendo, para então chegarmos à linha dominante atual, representada pelos Playstation, Xbox e Wii. Temos quase todos esses – incluindo os antigos originais, até relançamentos e os muito modernos, como os óculos RIFT de realidade virtual – todos em pleno funcionamento, na nova e moderníssima sala do curso de Jogos Digitais da Faccat. Visite-nos, será um prazer recebê-lo!

Compartilhar nas redes sociais: