Igrejinha reuniu mais de 500 pessoas em evento de meliponicultura

Geral

Representantes de 57 municípios participaram da atividade no último dia 7.

Divulgação

Cerca de 500 pessoas, entre expositores, palestrantes, autoridades, produtores e interessados no tema, prestigiaram o 1º Encontro de Meliponicultura de Igrejinha, realizado no último dia 7. A iniciativa foi da Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura de Igrejinha, com apoio da Emater/RS-Ascar e da Associação dos Meliponicultores do Vale do Taquari. Segundo os organizadores, a meliponicultura trata-se da criação racional e sustentável da abelha nativa sem ferrão.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Durante o evento, que contou com palestras do engenheiro agrônomo Paulo Conrad e de Gustavo Eidt, especializado na produção de hidromel, foram enfatizados tópicos sobre a importância das abelhas para o ecossistema e a vida humana. Diversas oficinas também foram realizadas com o intuito de difundir o assunto entre os presentes, mostrando, também, as produções possíveis a partir do mel das abelhas nativas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Representantes de 47 municípios gaúchos e de Santa Catarina e Minas Gerais prestigiaram o evento, que ainda contou com membros da Frente Parlamentar da Apicultura e Meliponicultura do Estado. “Esse foi um evento de extrema importância para Igrejinha, que passa a se colocar também na condição de grande produtora da Meliponicultura. A ideia é realizarmos diversas ações nesse segmento a partir de agora e já nos habilitamos para realização de um evento estadual sobre o assunto em 2021″, destacou Dirceu Linden, seretário de Turismo de Igrejinha, agradecendo a presença de autoridades e pessoas ligadas à produção de mel no estado.