Igrejinhense é o primeiro gaúcho a assumir o comando da Confederação de Voo Livre

Esportes

Alberto Petry, membro do Clube Serra Grande de Voo Livre, foi eleito durante campeonato em Igrejinha.

Alberto Vinícius Petry durante a final do Brasileiro de Parapente, realizada em Igrejinha. Divulgação

Pela primeira vez em mais de 40 anos de história, a Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL) terá um gaúcho como presidente. A missão de coordenar as atividades do aerodesporto no País no triênio 2019-2021 está nas mãos do igrejinhense Alberto Vinícius Petry. Ele foi eleito ao cargo em assembleia realizada no último dia 5 de dezembro, durante a final do Campeonato Brasileiro de Parapente, que aconteceu em Igrejinha entre os dias 2 e 8 do mês.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Petry tem 37 anos, é advogado, tem contato com o voo livre desde 1994 (quando o irmão Fernando Petry iniciou no esporte) e passou a voar em 2002, com experiências na asa delta e parapente. Membro do Clube Serra Grande de Voo Livre (CSGVL), foi vice-presidente da entidade em 2003 e a presidiu em 2009. Também esteve presidente da Federação Gaúcha de Voo Livre (FGVL) em 2016 e reeleito em 2018. Competindo de parapente, ocupou o quinto lugar no ranking sul brasileiro da categoria Sport em 2012 e também o quinto posto no ranking gaúcho da classe principal, em 2016.

Para o igrejinhense é um desafio estar à frente da Confederação Brasileira, responsável pela gestão de 13 estados federados, mais de 100 clubes e quase quatro mil atletas ativos, entre pilotos de parapente e de asa delta. “Meu compromisso será promover grandes competições nacionais e internacionais, a regularização do espaço aéreo, o desenvolvimento técnico da equipe brasileira que compete no Mundial e a formação e desenvolvimento de todos os pilotos do País através da promoção de diferentes ações”, destacou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Com a eleição de Petry, pela primeira vez a gestão administrativa da CBVL deixará o estado do Rio de Janeiro, migrando para o Rio Grande do Sul. O vice-presidente eleito é o carioca Mário Campanella. A nova equipe diretiva assume suas funções no dia primeiro de janeiro de 2019.