Lançado em Taquara, Lions Quest propõe união de escola, família e comunidade

Educação

Programa de desenvolvimento de habilidades será aplicado em duas escolas.

Voluntários do Lions e parceiros do programa durante o lançamento realizado na Faccat. Vinicius Linden/Jornal Panorama

Cerimônia realizada nesta quinta-feira (22), no auditório três do Centro de Eventos das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat), marcou o lançamento do programa Lions Quest. A iniciativa é realizada pelo Lions Clube, em parceria com a Prefeitura de Taquara e a Faccat, tendo, ainda, o apoio de empresas patrocinadoras do clube de serviços. A iniciativa será realizada, de forma inicial, em duas escolas, a Rosa Elsa Mertins, no bairro Santa Rosa, e a Júlio Maurer, no distrito de Padilha. O programa, realizado internacionalmente pelo Lions, te m como objetivo unir a escola, a família e a comunidade para incentivar o desenvolvimento sadio das crianças e adolescentes.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Segundo o Lions, a iniciativa incentiva habilidades como a autodisciplina, autoconfiança, emoções, o bom senso, a responsabilidade, melhor comunicação, boas relações com os outros, escolhas saudáveis e o interesse na prestação de serviços à comunidade. Tem como metas a participação das famílias, da escola e da comunidade, bem como ajudar os adolescentes a desenvolverem comportamentos positivos. O programa pretende dar oportunidade aos estudantes de praticarem atos de cidadania mediante a cooperação e o serviço à comunidade, além de celebrar a diversidade e promover o respeito por si mesmo e pelos outros. Outra meta é ajudar os adolescentes a resistirem às pressões negativas e a crescerem sem usar drogas, bem como dar apoio aos professores, administradores e outras pessoas envolvidas com cursos de capacitação e serviço de acompanhamento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O programa trabalha como uma disciplina na grade curricular da escola, conforme a faixa etária do aluno: habilidades para o crescimento (5 a 10 anos), habilidades para adolescência (11 a 16 anos) e habilidades para a ação (16 a 19 anos). Em Taquara, será implantado o módulo voltado à adolescência, com capacitação dos professores, aulas semanais com os alunos e o envolvimento do aluno/escola/família.

A presidente do Lions Clube, Marli Suzin, fez agradecimento a todos os envolvidos no desenvolvimento do programa. O diretor-geral da Faccat, Delmar Backes, destacou a constituição do programa na união entre escola, família e comunidade. “Não há educação sem essa integração. Talvez seja o maior desafio unir os professores e alunos com os pais, estabelecendo a comunicação nesse entorno”, enfatizou.

Assessora distrital do Lions Quest, Lígia Rossi disse que o clube de Taquara deve ser reconhecido pela ousadia em apostar no programa, assim como o poder público. Responsáveis pela coordenação do programa no clube taquarense, Scheila Laydner e Marcos Barão contaram como foi o processo de formatação e como se dará o trabalho junto às escolas e à comunidade.

O prefeito Tito Lívio Jaeger Filho ressaltou a importância das parcerias, como a formada com o Lions Clube. “Penso que o nosso grande desafio com os alunos e as novas gerações é criar consciência. Muitos não compreendem a sua obrigação na sociedade em que vivem, por isso a importância desse projeto. Qualquer ação que traga valores tem que ser apoiada pelo poder público”, enfatizou. A governadora distrital  Antoniete de Lima Frólio ressaltou a importância da liderança e agradeceu as parcerias que viabilizaram o programa em Taquara.

A solenidade de lançamento do programa teve a participação da banda marcial da Escola Rosa Elsa.

Banda marcial da Escola Rosa Elsa fez apresentação no lançamento do Lions Quest. Vinicius Linden/Jornal Panorama