ELEIÇÕES 2018

“Leite tem os atributos necessários para buscar um novo rumo para o estado”, diz Titinho

Prefeito de Taquara se envolveu pessoalmente na campanha do tucano ao governo gaúcho.
Prefeito Tito participou da recepção ao governador eleito Eduardo Leite em Porto Alegre. Divulgação

Indicado pelo seu partido para representar os prefeitos na interlocução com a campanha de Eduardo Leite (PSDB), o prefeito de Taquara, Tito Lívio Jaeger Filho (PTB), dispensou uma participação pessoal significativa na campanha vitoriosa do tucano ao governo do Estado. Em entrevista à Rádio Taquara na noite deste domingo (28), ainda participando das comemorações pela vitória, Tito disse que Leite “tem os atributos necessários para buscar um novo rumo para o estado”, embora reconheça que haverá percalços que exigirão “bom malabarismo” do governador eleito.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




O prefeito de Taquara avaliou que Leite, quando governou Pelotas, conseguiu empreender um novo sistema, revolucionando o município. Agora, terá que projetar um estado, na avaliação de Tito, em que as pessoas possam trabalhar e conquistar os seus recursos, bem como conseguir a melhoria da competitividade, principalmente na relação da cobrança de impostos no Rio Grande do Sul em comparação com outros estados.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Tito ressaltou as dificuldades da administração municipal com o atual governo gaúcho, manifestando respeito a José Ivo Sartori (MDB) pela seriedade na condução do estado, mas enfatizando problemas como os atrasos em repasses da saúde, a situação da ponte da ERS-020 sobre o Rio dos Sinos, entre outros percalços. “Espero que com a proximidade com o Eduardo tenha chegada para trazer as coisas que Taquara precisa”, avaliou.

Sobre a vitória de Sartori em Taquara, Tito atribuiu ao conservadorismo do eleitorado local e, também, à ligação da campanha do atual governador com o nome do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Tito ainda descartou ocupar cargos no governo de Eduardo Leite, dizendo que pretende cumprir seu mandato de prefeito até 2020. “Minha ideia é continuar cuidando de Taquara até 2020. Meu foco era poder mudar o sistema que estava aí, não penso que vai haver milagres, mas pelo menos vou ter um governador em que posso chegar com mais facilidade. Já tenho um bom caro de prefeito, que a população me deu, e vou tentar trazer para Taquara o auxílio que precisamos”, comentou o prefeito.

Tito ainda comentou a vitória de Bolsonaro, dizendo que a expectativa é de um governo que volte a colocar o Brasil no rumo do crescimento. Além disso, o prefeito manifestou a expectativa de que o próximo presidente faça um governo municipalista, dando atenção aos municípios onde os programas se desenvolvem. “Que nós não continuamos trabalhando só para manter a máquina federal”, pontuou Titinho.


A coluna Página Dois tem o objetivo de apresentar bastidores da região e informações remetidas pelos leitores.