Temperatura agora:   25.6 °C   [+]

Luz após o túnel, por Jefferson Allan Muller

Luz após o túnel

Já passou mais de um mês desde o momento que nossas vidas foram surpreendidas pela chegada da COVID-19.  Foram várias etapas: surpresa, negação e compreensão. Agora, creio ser possível já entrarmos em outra seara, a que julgo mais interessante: a da projeção. Acho absolutamente estranho ver tanta gente séria apenas esperando a pandemia passar, como se apenas tivéssemos dado uma pausa no filme, e bastariam alguns dias para que já fosse possível recomeçar de onde paramos. Perdão por jogar água no neste chopp, não será por aí.Saúde e economia deram-se as mãos, e deverão andar unidas por algum tempo. A interrupção da quarentena não elimina o risco de ali na frente termos que retomá-la. A atividade econômica e a nossa vida social tendem a viver de intermitências. Assim como os profissionais da saúde precisarão, doravante, reforçar o uso dos Equipamentos de Proteção Individual, a nova realidade econômica nos fará ampliar o uso Equipamentos de Proteção Social, ambos fundamentais para manutenção do bem mais precioso que temos: a vida.É preciso sair da antiga pauta fiscal e avançar em nossas urgências. Devemos Instrumentalizar os bancos públicos para distribuírem crédito às pequenas empresas, tal como faz o BPI (Banque Publique d’Investissemen), na França, e o KFW na Alemanha.  Propor uma reforma tributária não onere produção e consumo e passe a onerar renda e patrimônio. E ainda terminar de vez com os super salários na área pública e propor uma reorganização da indústria nacional como oportunidade da substituição do vórtice produtivo com base na china, que se fragiliza como tese global. Garantia de renda mínima e busca de pleno emprego devem estar na agenda.Há um silêncio ruidoso nas áreas econômicas dos governos. Assim como parte da população vive a ilusão de retomar de onde parou, alguns governos parecem estar aguardando para dar um “re-start” na agenda econômica paralisada. Ledo engano. Alguns pontos da pauta fiscal ficarão guardados e só poderão ser retomados num futuro incerto.  A realidade mudou, e não é a ideologia de um governo que irá lhe transformar. Acabou a época do corte de juros e da pauta meramente fiscal. Abram os olhos. A economia é um sistema dinâmico, e sua reinterpretação com base na realidade é o melhor norte a seguir.

* Jefferson Allan Muller é formado em sociologia pela UFRGS, e Direito pela Unisinos, mestre em Ciência Politica. Foi secretário municipal de Desenvolvimento social e habitação no município de Igrejinha, membro da executiva estadual do PSB/RS, atualmente é chefe de gabinete do Deputado Estadual Dalciso Oliveira.