Musicalidade e reciclagem integram a Banda de Latas Ritmo e Som de escola de Taquara

Iniciativa é realizada pela Escola Zeferino Vicente Neves Filho em Pega Fogo.
Dandara, João Vitor, Mariana e Iasmin (a direita) participam da Banda de Latas Ritmo e Som junto com os demais colegas. Divulgação / Magda Rabie

Há quatro anos, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Zeferino Vicente Neves Filho, na localidade de Pega Fogo, interior de Taquara, desenvolve um projeto que une a musicalidade e a reciclagem. A Banda de Latas Ritmo e Som integra cerca de 30 educandos, do sétimo ao nono ano, no turno inverso das aulas, em ensaios, nas manhãs e tardes, das terças-feiras, com acompanhamento do idealizador do projeto, professor de Artes, Claiton Gonçalvez da Silva, que leciona na instituição desde 2013.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Para o professor Claiton, o projeto é uma forma de auxiliar no comportamento dos alunos e no tratamento de uns com os outros, já que promove a convivência e o coleguismo entre várias turmas. “Já havia trabalhado este projeto em outras instituições e achei que aqui seria muito válido também. A importância de trabalhar a música, o ritmo, a melodia, o tempo, a inserção de instrumentos reutilizáveis, quase manufaturados, estimulando também a consciência ambiental, através da reciclagem de materiais como, por exemplo, as latas que usamos em nossa banda. É uma forma de resgatar a música percussiva. Outra coisa que observo é que a banda chama muita atenção por onde passa, temos um resultado bem favorável da comunidade”, comemora o professor.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Quando surgiu o projeto na escola, o professor Claiton foi atrás de materiais a fim de concretizar a ideia. Assim apresentou sua intenção a diversas empresas. “A Tintas Renner, de Gravataí, cidade onde moro, abraçou a causa nos doando as latas para que fosse possível efetivarmos o projeto, além disso, nos doaram tintas e muitos paletes para realizarmos outras ações na escola. Não conhecia ninguém lá, fui com a cara e a coragem conversar com os administradores e deu tudo certo”, relata.

O aluno João Vitor de Oliveira, de 14 anos, está no 9º ano e participa há três anos da banda. “É bastante interessante participar de uma iniciativa assim na escola, pois é um projeto de colaboração que incentiva a música. Acho que chamamos atenção quando passamos, pois temos um toque diferenciado. Além de toda a importância ao Meio Ambiente, pois usamos galão plástico, latas de tinta, tudo reutilizado”, observa João Vitor.

Iasmin dos Santos, Dandara Martini e Mariana Carolina da Rosa, tem 13 anos e estão no 8º ano. “Participo da banda há três anos e gosto muito. Minha família incentiva que eu participe, pois percebe o meu entusiasmo”, menciona Iasmin. “Acho o projeto muito legal porque além de tudo, ajuda o Meio Ambiente, no caso, usamos instrumentos reciclados, é algo diferenciado do nosso cotidiano”, reitera Dandara. “Fico bem feliz em participar do projeto, é muito legal por muitos poréns, por estar com meus amigos, por tocar, se divertir, descontrair”, menciona Mariana.

A diretora do educandário, Cátia Beatriz dos Santos, acompanha o projeto desde o início, mesmo antes de ser diretora. Na época ela integrava a equipe pedagógica da escola. “Participo do desenvolvimento e crescimento do projeto desde os primeiros encontros. Além de integrar os alunos que são de diferentes turmas, há uma troca de experiências entre eles. Mas tão importante qual, neste engajamento todo, é a parte ambiental, a questão da reciclagem. É um projeto que conseguiu unir a musicalidade e a reciclagem de uma forma leve e divertida, atraindo a atenção e o gosto dos alunos, sem precisarmos desembolsar nada para isso”, observa Cátia.

Ela destaca que a escola valoriza muito a banda, procurando levá-la a apresentar-se em eventos na cidade. “Já nos apresentamos no Desfile de 7 de Setembro, nos eventos da escola e de outras entidades, valorizamos bastante a nossa banda”, afirma a diretora. A Banda de Latas Ritmo e Som estará se apresentando na inauguração do Ecoponto da EMEF Zeferino Vicente Neves Filho, no dia 12 de junho, às 14 horas, e, na inauguração do refeitório da escola (data a ser definida).

Ensaios da banda de latas do educandário: projeto surgiu há quatro anos.
Divulgação/Magda Rabie
Estudantes ressaltam projeto colaborativo que incentiva a música.
Divulgação / Magda Rabie