Número de homicídios cresce 44% nos municípios do Paranhana

Polícia

Outros indicadores, como furtos e assaltos, tiveram queda na região, segundo dados do governo.

Na contramão do Rio Grande do Sul, que encerrou 2019 com um dos menores índices de homicídios dos últimos 10 anos, o Vale do Paranhana acompanhou um crescimento nos crimes de morte no ano passado. O aumento foi de 44%, para 26 casos, contra 18 em 2018. O índice vinha caindo nos últimos anos na região, mas voltou a crescer em 2019. Também aumentou em 33% o número de vítimas dos homicídios, passando de 21 em 2018 para 28 em 2019. O município que lidera o índice de homicídios é Taquara (10 casos), seguido de Parobé (7) e Igrejinha (4) e Rolante (4), estes dois últimos empatados. Já Três Coroas registrou um homicídio e Riozinho nenhum.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) na consolidação dos indicadores criminais de 2019. Vários dos indicadores tiveram queda em 2019 na região. Foi o caso dos latrocínios (roubo seguido de morte), que caíram de quatro em 2018 para nenhum no ano passado. Os assaltos caíram 18%, mas os roubos em que os bandidos têm como alvo os veículos das vítimas subiram 6,29%.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo os dados, os furtos caíram 26% e o somatório de furto de gado diminuiu 55%. Os furtos de veículos caíram 9%. Já os crimes de estelionatos, golpes praticados contra vítimas na região, subiram 27% em 2019. Também aumentaram em 4% os crimes relacionados a armas e munições. Houve queda nos casos flagrados de posse de entorpecentes e de 10% nos crimes de tráfico de drogas.

Confira, abaixo, os indicadores na íntegra da criminalidade na região em 2019:

Comentários