Obras da Casa Vidal começam a chegar na parte externa do prédio

Prefeitura de Taquara divulgou andamento da revitalização do imóvel histórico.
Obras da Casa Vidal estão na fase inicial de consolidação da edificação. Divulgação/Cleusa Silva

A Prefeitura de Taquara informou, nesta quinta-feira (25), que os trabalhos de revitalização da Casa Vidal começaram a chegar na parte externa do imóvel histórico. O início oficial do projeto de revitalização do prédio ocorreu em 24 de agosto, quando foi realizada solenidade no Executivo autorizando os trabalhos. O projeto tem o valor de R$ 2,5 milhões e conta com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) na destinação dos recursos. São patrocinadoras, nesta primeira fase, as empresas Usaflex, Calçados Bibi, Pirisa, F.H. Comassetto, Embutido Smaniotto e Rede Müller.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Neste primeiro momento, equipes da Arquium Construções e Restauro Ltda. estão realizando a classificação do material, como madeiras do assoalho, telhas, fazendo a remoção das estruturas de madeira e a conclusão do canteiro de obras, dando andamento a fase de consolidação da edificação. Durante a última vistoria realizada nas obras, na terça-feira (23), a gestora cultural da Patrimonium, Cristina Seibert Schneider, explicou que as equipes da Arquium estão tomando todos os cuidados na remoção do material deteriorado, separando o que pode ser reaproveitado e catalogando o que vai para o reparo. “Essas janelas aqui, por exemplo, como suas esquadrias estão bem danificadas pela ação do tempo, foram retiradas da parede, numeradas e agora serão encaminhadas para a oficina da Arquium, que fará a correta restauração, mantendo as características originais da peça”, explicou Cristina.

Concluída a restauração, que prevê ainda a instalação de elevador e locais com acessibilidade universal, a Casa Vidal passará a abrigar o acervo do Museu Municipal, do Arquivo Municipal e da Biblioteca Pública Municipal, além de salas para oficinas culturais, para exposição museológica, de apoio para atendimento ao público em geral e cafeteria. Também estiveram presentes na vistoria das obras de revitalização da Casa Vidal, a arquiteta da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, Mirian Pilger, os diretores da Arquium, Edegar Bittencourt da Luz e Paulo da Luz, a arquiteta responsável pelo projeto, Leila Schaedler, e Anderson Miguel Christ, assistente financeiro administrativo da Patrimonium.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Localizada próximo ao Palácio Municipal Coronel Diniz Martins Rangel, sede da prefeitura, a Casa Vidal foi construída em 1882, e serviu como local de comercialização de tecidos, roupas e ferragens, tornando-se um local de referência para os viajantes que chegavam na cidade. O imóvel, com 1.491 m², foi edificado com tijolos unidos com pó de conchas marinhas vindas de Nossa Senhora da Conceição do Arroio (atual município de Osório).

Diretor da Arquium, Paulo da Luz (centro), explica os cuidados que estão sendo tomados na remoção dos materiais. Divulgação/Cleusa Silva

Leia mais: