Temperatura agora:   15.3 °C   [+]

Parobé terá cinco chapas na disputa à Prefeitura em março

Foram definidos, na noite desta quarta-feira (22), última data para as convenções partidárias, os nomes que concorrerão à Prefeitura de Parobé na eleição suplementar de 8 de março. Serão cinco candidatos a prefeito e mais cinco concorrentes a vice-prefeito nas chapas formadas pelos partidos políticos. Também foram anunciadas as coligações para a disputa ao Executivo, que ocorre após o afastamento de Irton Feller (MDB) do comando da prefeitura, o que ocorreu em dezembro passado.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




O Cidadania indicou o nome do vereador Moacir Jagucheski como candidato a prefeito. O parlamentar chegou a estar à frente da prefeitura de janeiro de 2017 a agosto de 2018, atuando como prefeito interino, até a Justiça conceder a posse para Irton Feller. Ao lado de Jagucheski, concorrerá a professora Andréia Henemann como candidata a vice-prefeita. A chapa terá o apoio do PP e do MDB.

Já o PDT terá como candidato o ex-vereador Diego Picucha, que concorreu a prefeito no pleito de 2016 e ficou em segundo lugar. O seu companheiro de chapa será o vereador Alex Bora, do PL. Já o Partido dos Trabalhadores confirmou a chapa própria, com a vereadora Maristela Rossato liderando como candidata a prefeita. O vice será o professor Lodeir.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Outros dois partidos decidiram lançar nomes com chapa própria à Prefeitura. É o caso do PTB, que indicou o Olavo de Vargas para concorrer a prefeito e Nadir da Silveira, o Zé do Ouro, como candidato a vice. Já o Republicanos formalizou candidatura a prefeito do vereador Gilberto Gomes e, para vice, de Denilson Goulart.