POLÍTICA

PDT de Parobé recebe convite para ingressar no governo de Irton Feller

Presidente do partido confirmou intenção em entrevista à Rádio Taquara.

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Parobé deverá decidir, nesta quinta-feira (10), se ingressará como integrante do governo de Irton Feller (MDB). O convite para a sigla participar do governo foi confirmado, nesta quarta-feira (9), em entrevista do vereador e presidente do partido, Antônio Carlos dos Santos, ao programa Painel 1490, da Rádio Taquara. Segundo ele, ainda haverá uma reunião em que o PDT deverá decidir se fará parte ou não do governo, com base nas condições que serão oferecidas à sigla.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O vereador Antônio também explicou a adesão do PDT à chapa aliada ao governo na eleição à presidência da Câmara de Vereadores, ocorrida em dezembro passado. Segundo ele, a decisão de integrar a chapa foi tomada com base na proporcionalidade dos partidos que têm bancadas na Câmara, o que é previsto pelo próprio regimento interno do Legislativo. Com relação à adesão oficial do PDT ao governo de Feller, o vereador disse que ainda depende da reunião desta quinta-feira para uma tomada de posição.

Antônio Carlos ainda negou qualquer tipo de problema em entrar no governo pelo fato de o PDT ter sido um dos autores da ação de impugnação contra a candidatura de Feller, ainda no pleito de 2016. Segundo ele, naquela ocasião, o PDT concordou com a medida, assim como todos os partidos integrantes da coligação. Contudo, o vereador Antônio disse que, no caso pedetista, o assunto foi encerrado assim que a Justiça Eleitoral definiu pela posse de Feller e o PDT, reunido com os demais partidos da coligação, decidiu não recorrer deste posicionamento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Gilberto Gomes, Maria Eliane, Antonio Carlos e Jair Bagestão: integrantes da mesa diretora da Câmara para 2019-2020 participaram de entrevista na Rádio Taquara. Divulgação/Eduarda Rocha

Mesa diretora da Câmara

A entrevista ao programa Painel 1490 foi concedida pela Mesa Diretora da Câmara. Na ocasião, a presidente Maria Eliane Nunes (MDB) destacou as propostas de dar continuidade ao trabalho realizado desde 2013, com a transparência e a economia de recursos. Enfatizou as reformas que estão ocorrendo no Legislativo, visando a dar melhores condições de trabalho aos vereadores e melhorar a recepção à comunidade, bem como, reforçou uma meta pessoal, de incentivar a participação das mulheres na política. No tocante às sessões, Maria Eliane pretende racionalizar o tempo utilizado em justificativas e questões de ordem, instrumentos de debate dos vereadores, limitando-os à pauta estabelecida para debate.

Outro projeto que será desenvolvido, segundo os vereadores integrantes da Mesa Diretora, é a Escola Legislativa, uma proposta liderada pelo vereador Gilberto Gomes (PRB), que é o secretário da Câmara. Segundo ele, o projeto visa a chamar a comunidade para conhecer os trabalhos legislativos, sendo, também, uma forma de qualificação a futuros candidatos e concorrentes sobre a atuação dos parlamentares. Também participou da entrevista à Rádio Taquara o vereador Jair Bagestão (PT).

AO VIVOEntrevista com a nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Parobé.

Publicado por Jornal Panorama em Quarta-feira, 9 de janeiro de 2019