Temperatura agora:   25.8 °C   [+]

Priscila Delgado de Bairros

perfil-31Priscila Delgado de Bairros, 17 anos, é natural de Campo Bom. Filha de Wilmar Brunismann de Bairros (48) e Marisa Delgado de Bairros (41), tem um irmão: Alex de Bairros (20). É estudante do 3º ano do ensino médio da escola Engenheiro Parobé e rainha do 13º Festejando Parobé.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O que a levou a participar do concurso para rainha do Festejando Parobé e o que representou ter sido eleita?
Vi no concurso uma oportunidade de adquirir experiência em um curto prazo de tempo. Participar, por si só, já é uma grande experiência, pois todas as meninas que estão ali querem representar a cidade. Também meus pais e amigos me motivaram a concorrer. Estar à frente da corte, representando as pessoas que conheço e todos os moradores de Parobé, é uma honra.

Quais suas expectativas para o evento?
Todos estão ansiosos. Esperamos um grande público, pois teremos atrações muito boas e estamos divulgando bastante. Com certeza vai ser um sucesso. No primeiro trabalho que fizemos, fiquei muito nervosa, pois tínhamos que convidar e convencer as pessoas de outra cidade a participar da nossa festa, mas depois peguei o jeito. Ao mesmo tempo que é cansativo, conhecemos muitas pessoas, cidades, lugares e culturas diferentes. Está sendo muito bom, acredito que tanto para mim quanto para as princesas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Você tem algum cuidado especial com a parte física e mental?
Sim. Os cuidados com o corpo são beber bastante água e fazer exercícios. Treino jiu-jitsu, porque sempre fui fascinada por luta. Desde pequena via reportagens sobre o treinamento dos policiais e sempre tive vontade de fazer uma arte marcial. Optei pelo jiu-jitsu porque é uma atividade que não requer ter muita força e, sim, técnica. Sobre os cuidados com a mente, leio bastante e tiro um tempo do dia para refletir. Penso no que foi bom, no que foi ruim e no que pode melhorar.

O que você gosta de fazer a título de lazer?
Assistir a filmes e ler é o que mais faço. Gosto bastante de dançar, mas sou mais caseira.

Quais são suas principais características pessoais?
Sou uma pessoa bem sincera, o que também é considerado um defeito, pois, às vezes, machuca as pessoas. Sou bem fiel às minhas relações (de amizade, de namoro). Procuro ir mais pelo lado da razão e não o da emoção e tenho como defeitos ser orgulhosa e ciumenta. Não dou o braço a torcer quando acho que tenho razão.

O que a tira do sério? Pessoas intrometidas.

Quais são suas impressões de Parobé?
Nasci em Campo Bom, me mudei para Seberi e depois vim para Parobé, onde moro há 12 anos. Gosto muito daqui. Embora as pessoas falem que não há nada para se fazer, acho que é uma cidade aconchegante. Na nossa praça (1º de Maio), nos finais de tarde aos finais de semana, sempre encontramos gente de tudo o que é lugar, que vem tomar chimarrão. Talvez Parobé não seja tão badalada, mas é uma cidade boa para se fazer amigos. As pessoas são humildes e bem hospitaleiras, valorizo muito isso.

O que um homem precisa ter para ser um possível namorado?
O que mais me chama a atenção nas pessoas é a simpatia e a educação. Em um namoro, é preciso ter confiança, carinho e atenção. Também preciso me sentir segura e de alguém que me valorize.

Quais são seus planos para o futuro?
A curto prazo quero conseguir um novo emprego, me formar no ensino médio e fazer faculdade de Direito. Depois pretendo entrar para a Polícia Federal e, mais tarde, abrir um escritório de advocacia. Também gostaria de viajar para a Irlanda e, como a maioria das pessoas planeja, casar e ter filhos.

Mensagem: O mundo seria muito melhor e as pessoas seriam mais felizes se deixassem de dançar conforme a música e mudassem o ritmo dela.

Deixe uma resposta