Temperatura agora:   12.1 °C   [+]

Polícia Civil de Igrejinha e Brigada Militar de Rolante prendem suspeito de estuprar e roubar mulher

Motocicleta apreendida durante cumprimento de mandado de prisão ao acusado.
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Em ação conjunta entre a Polícia Civil de Igrejinha e a Brigada Militar de Rolante, foi efetuado o cumprimento de mandado de prisão preventiva de um homem, de 26 anos, investigado pela prática de roubo seguido de estupro, crimes praticados na cidade de Igrejinha no início da tarde do dia 17 de fevereiro de 2020.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Conforme informou o Delegado de Polícia Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pelas investigações, logo após sofrer o crime, a vítima compareceu na Delegacia de Polícia para o registro dos fatos e imediato atendimento médico e pericial. A mulher, apresentando ferimentos em sua face e com as vestes sujas, referiu que trafegava conduzindo uma motocicleta pela chamada Estrada Velha, que liga a cidade de Taquara ao bairro Casa de Pedra, em Igrejinha, quando foi atacada por um homem que também conduzia uma motocicleta Honda/CG, de cor cinza.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A mulher referiu que ao se aproximar, o criminoso a derrubou de sua motocicleta com um chute, fato que fez com que derrapasse com a sua moto e caísse ao chão, momento em que o criminoso a conduziu para o meio do mato para cometer os crimes, subtraindo dinheiro e outros pertences, para depois sair em fuga.

O delegado Caliari refere que as apurações policiais iniciaram-se imediatamente após comunicados os fatos e, com uso e aplicação de técnicas de inteligência investigativa, foi possível identificar o suspeito, morador da cidade de Rolante, o qual foi localizado e preso com o apoio da Brigada Militar, enquanto se dirigia na manhã desta terça feira (3), a posto de saúde, na localidade de Alto Rolante.

Em face das diligências operacionais da Polícia Civil, foi possível também localizar a motocicleta pertencente ao suspeito, a qual estava escondida em uma residência, no município de Caraa. Tanto o suspeito quanto a motocicleta foram reconhecidos presencialmente pela vítima como sendo o homem que praticou o crime e o veículo por ele conduzido no dia dos fatos.

Após formalizada a sua prisão, o suspeito foi levado à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) de Taquara, onde aguardará pela definição do presídio para o qual será conduzido. A Polícia Civil informa, ainda, que por conta de legislação vigente, não é possível apresentar fotos do suspeito, mas se dispõe a receber possíveis vítimas de crimes semelhantes praticados na região, para fins de colaborar com as investigações e suas elucidações.