Polícia Civil de Taquara prende mulher acusada de participar de assalto a igreja

Polícia

Crime aconteceu em novembro e mulher teve parceria de homem que também está preso.

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Taquara, efetuou, na manhã desta sexta-feira (28), a prisão de uma mulher de 35 anos, na rua Reinoldo Ritter, em Parobé. Contra a acusada havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Primeira Vara Criminal da Comarca de Taquara.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Segundo a polícia, a mulher presa, na companhia de um homem de 32 anos, praticou um roubo contra a Igreja do Senhor Bom Jesus (Igreja Matriz), no dia 19 de novembro, às 15 horas, no Centro de Taquara. Na ocasião, eles invadiram a secretaria da igreja e amarraram as mãos da recepcionista com uma cinta plástica, chegando a ameaçá-la de morte, alegando que iriam desferir um tiro em sua a cabeça, e subtraíram cerca de R$ 2.000,00 do caixa da igreja.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Através de imagens de câmara de segurança e de reconhecimento fotográfico, ambos foram identificados. A Polícia Civil representou pelas prisões preventivas dos dois autores do delito, que foram devidamente deferidas pelo Poder Judiciário.

Além da prisão dessa mulher, a Polícia Civil também formalizou o cumprimento do mandado de prisão preventiva do homem, que já se encontrava preso no Presídio Estadual de Taquara desde 20 de novembro, pela prática de roubo à Sorveteria “Eskimó”.

A mulher possui antecedentes policiais por extorsão e receptação, e o homem possui diversos antecedentes de roubos, furtos, ameaça, resistência e desobediência. Após prestar interrogatório na DPPA, a presa foi encaminhada para a Penitenciária Modulada de Montenegro.