“Operação Ventania” prende dois empresários suspeitos de fraudar recuperação de empresa em Três Coroas

Carretas foram usadas, na calada da noite, para retirar maquinários da empresa; Confira vídeos

Na manhã desta sexta-feira, dia 1º de Novembro, policiais civis das Delegacias de Polícia de Três Coroas e Igrejinha realizaram o cumprimento de três mandados de busca e apreensão. Durante a ação foram presos dois irmãos empresários que tiveram suas prisões preventivas decretadas em razão de fraudes praticadas no curso de processo de recuperação judicial da empresa Brisa  Embalagens, sediada na cidade de Três Coroas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Durante as diligências, que contou com a presença do Delegado de Polícia Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pelas DPs de Três Coroas e Igrejinha, e do Promotor de Justiça Daniel Ramos Gonçalves, que está à frente do Ministério Público em Três Coroas, foram apreendidos nas casas dos dois sócios investigados e do genitor deles valores em dinheiro, documentações, computadores, aparelhos celulares, uma espingarda calibre .22, um VW Gol e um veículo de luxo Audi Q5.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os agentes deram cumprimento às prisões preventivas, decretadas aos irmãos E.L.S., de 40 anos, e M.L.S., de 32 anos. Após a formalização de suas prisões na Delegacia de Polícia de Três Coroas, os empresários foram levados à DPPA de Taquara, onde aguardarão pela definição do presídio para o qual serão encaminhados.

Entenda o caso

A empresa Brisa Embalagens vinha passando por dificuldades financeiras, apresentando um passivo decorrente de dívidas fiscais e junto a credores do setor privado no montante de R$ 30 milhões, tendo, em razão disso, entrado com processo de recuperação fiscal no ano de 2019. Na segunda-feira do dia 30 de setembro de 2019, aproximadamente 40 funcionários da empresa foram surpreendidos quando chegaram na fábrica para trabalhar e encontraram o acesso de entrada fechado com cadeado e correntes, fato que causou perplexidade nos trabalhadores, uma vez que todos estavam recebendo em dia até então.

Diante disso, o Promotor de Justiça Daniel Ramos Gonçalves, que acompanhava o processo de recuperação judicial da empresa, iniciou expediente investigativo e verificou que foram levados do interior da fábrica boa parte dos maquinários avaliados em cerca de R$ 3,5 milhões, nas madrugadas dos dias 28, 29 e 30 de setembro de 2019. Além disso, se constatou a destruição de documentações e a supressão do sistema de videomonitoramento interno do estabelecimento, em evidente intenção de tornar ainda mais obscura a ação fraudulenta, cometida sempre na calada da noite.

Em imagens obtidas junto a câmeras de vizinhos e por intermédio do monitoramento de vídeo do município de Três Coroas, foi possível flagrar caminhões vinculados à empresa Brisa saindo carregados do interior da fábrica. Os irmãos sócios proprietários da empresa Brisa Embalagem deverão responder pela prática de crimes falimentares, destruição de documentos, duplicata simulada e lavagem de dinheiro.

O Promotor de Justiça Daniel Ramos e o Delegado de Polícia Ivanir Caliari destacaram a importância da ação conjunta, referindo que além da manutenção da ordem pública e da observância da lei, havia a necessidade de se dar uma resposta aos empregados da empresa e à sociedade local.

Confira os vídeos

Confira as fotos da ação: