Policiais Civis da região participam de operação que bloqueia R$ 5 milhões em bens do jogo do bicho em Gramado

A operação contou com o apoio de agentes de Taquara, Igrejinha, Três Coroas, Canela, e São Francisco de Paula.

Agentes das Delegacias de Polícia Civil do Vale do Paranhana participaram, na manhã desta terça-feira (14), de uma ação de combate à lavagem de dinheiro decorrente de jogos de azar, intimidação, agressões e tentativa de homicídio. A Operação Castelo de Areia cumpriu 13 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, nas cidades de Gramado e Canela. 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Objetos apreendidos durante a Operação Castelo de Areia.
Imagem: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil de Gramado, com o apoio das delegacias de Taquara, Igrejinha, Três Coroas, Canela e São Francisco de Paula, efetuou o sequestro de imóveis e veículos de luxo, além do bloqueio de contas bancárias e de aplicações financeiras.  Ao todo, são cerca de R$ 5 milhões de reais em bens que estão sendo bloqueados pela Polícia. 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Conforme o delegado regional da Polícia Civil de Gramado, Heliomar Franco, as investigações iniciaram há cerca de dois anos, apurando a prática ilegal de utilização de empresas de fachada que absorviam dinheiro oriundo do jogo do bicho. As somas obtidas com o lucro dos jogos ilegais eram repassadas às empresas laranja, como restaurantes e agências de turismo.   

Um indivíduo foi preso durante a ação.
Imagem: Divulgação / Polícia Civil

A operação resultou na prisão em flagrante de um indivíduo, por posse de arma de fogo (uma pistola calibre .380 municiada), uma porção de maconha e uma pequena quantidade de droga sintética (ecstasy). Além disso, os policiais ainda apreenderam dois automóveis, um Peugeot/206 e um Honda/Fity, dois celulares e uma pistola de pressão. Da delegacia de Taquara, quatro policiais participaram da operação Castelo de Areia.