Projeto de teatro itinerante e gratuito chega às escolas de Taquara

Educação
Apresentações em Taquara contemplaram cerca de 500 estudantes. Divulgação/Acqua Lokos

Um projeto itinerante que está levando teatro para as escolas públicas do Rio Grande do Sul chegou ao município de Taquara. A ideia é debater o bullyng e relações interpessoais entre crianças e adolescentes e promover ações culturais gratuitas no âmbito escolar. Com esse objetivo, o projeto pedagógico Acqua Lokos na Sua Escola foi apresentado na quinta-feira (5) para cerca de 500 alunos das escolas Getúlio Vargas, Dr. Alípio Sperb, Rosa Elsa Mertins, 17 de Abril, Hermínia Marques, Rudi Lindenmeyer, Salzano da Cunha, Luis Boes, João Martins Nunes e Colégio Theóphilo Sauer, no ginásio da unidade Dorothea.



A apresentação do espetáculo “Um Jardim nas Estrelas” oferece aos alunos uma reflexão sobre o respeito, na forma divertida de espetáculo musical, encenada através de uma linguagem lúdica e instrutiva. “Sempre gostei de trabalhar com o entretenimento pedagógico. Neste ano, escolhemos a temática do bullyng, que é um termo que passou a ser conhecido há uns 10 anos, mas ainda é muito recorrente especialmente entre as crianças no universo escolar”, destaca Rodrigo Bisol, ator que integra o núcleo artístico do Acqua Lokos Parque Hotel e também é o roteirista da peça.

“Nós gostamos bastante da peça, os alunos entenderam e interagiram. Também trouxemos alunos das escolas do interior, e vivenciar essa aula diferente foi muito importante e nos sentimentos gratificados por ter feito parte deste projeto”, destaca a presidente do Conselho Municipal de Educação, Vivian Angeli.

A ideia de levar teatro às escolas surgiu em 2017, quando foram realizadas 75 apresentações em escolas do litoral norte gaúcho e também em algumas cidades da região metropolitana, alcançando cerca de 25 mil alunos. Para 2018, o objetivo é ampliar o projeto e percorrer cerca de 40 municípios no estado, incluindo além do litoral norte, escolas das regiões do Vale do Paranhana, Vale dos Sinos e Serra. “Acredito que o teatro deveria ser acrescentado nas grades curriculares para que assim o aluno tenha mais vontade e desejo pelo estudo, pois poderia ser uma aula bem descontraída e levando em consideração que muitas vezes as crianças só tem acesso a este tipo de arte na escola”, destaca a pedagoga e diretora do Acqua Lokos Parque Hotel, Jomara Costa de Souza.

Na próxima semana, o projeto itinerante segue seu roteiro de apresentações. Nos dias 10 e 11, a peça chega a Parobé e, no dia 12, é a vez do município de Carlos Barbosa. As escolas interessadas em receber a apresentação da peça podem entrar em contato com o núcleo artístico do Acqua Lokos pelos telefones 3625.2992 / 9.9938.6398.