Redução de Impostos Para Jogos Digitais no Brasil. Ajuda em Alguma Coisa?, por Guilherme Schirmer da Costa

Informática

Leia o artigo do Guilherme Schirmer da Costa, com novidades sobre tecnologia.

Redução de Impostos Para Jogos Digitais no Brasil. Ajuda em Alguma Coisa?

No último dia 14/08 foi assinado o decreto 9971/19 que diminui a alíquota do IPI sobre consoles de videogames. O valor do IPI para consoles sem tela integrada (como o Playstation 4 ou Xbox One) diminui de 50 para 40%. Já em consoles portáteis (como o Nintendo 3DS) diminui de 20 para 16%. Também ocorreu uma redução de 40 para 32% no imposto de acessórios e componentes para consoles. Embora pareça positivo, a redução dificilmente será sentida pelos consumidores, já que o valor de outros impostos envolvidos no calculo do preço ainda são altos. No dia 27/08, a Sony publicou os novos valores de seus produtos e o preço do Playstation 4 passou R$2599 para R$2399 o que levantou protestos de vários consumidores na internet. Existe um segundo problema não percebido por grande parte dos consumidores: Quando se compra um videogame, se gasta com jogos, não com hardware. Os jogos seguem sem redução de imposto e continuam a ser o grande fator que limita a compra de consoles de videogame no país. Videogames como o Nintendo Switch podem ter jogos custando até R$ 300,00, um preço proibitivo para grande maioria dos jogadores. Observando as vendas do Xbox One e Playstation 4 (dados do VGChartz) podemos notar que temos uma média mundial de 6 jogos por videogame vendido, o que revela que os gastos em jogos superam o de hardware. Focando em criar melhores condições para compra de jogos, o governo também auxiliaria a indústria nacional, reduzindo os preços dos jogos produzidos no Brasil e aumentando as chances de compra de jogos nacionais nos consoles de videogame. Uma das grandes reclamações das associações da indústria de jogos digitais no Brasil foi pelo fato do imposto não ajudar em nada o fomento da produção nacional. Em resumo, a redução do IPI dos consoles de videogame, da forma em que foi aplicada e provavelmente não afetará as vendas de forma efetiva. Se observarmos exemplos anteriores onde uma queda de preço auxiliou as vendas de consoles de videogames, notamos um padrão de queda brusca de aproximadamente US$100 para ter algum efeito prático. Considerando a cotação atual do dólar, o valor dos consoles deveria cair em torno de R$500 para ter algum efeito no mercado. Agora é questão de esperar por uma próxima queda nos impostos, afinal, no próximo ano (2020) possivelmente teremos lançamentos de novos consoles de videogames e, a menos que realmente ocorra uma revisão nos impostos, teremos novamente os consoles de videogame mais caros do mundo.

Guilherme Schirmer da Costa
[Leia todas as colunas clicando aqui]

Comentários