Representado por Kelvin Moisés da Silva, CTG O Fogão Gaúcho conquista 4º lugar na Chula, no Enart

O Fogão também foi representado pela Invernada Adulta e pela intérprete solista Manuela Colissi.
Foto: Darlana Pandolfo/ Divulgação.

O chuleador Kelvin Moisés da Silva foi o representante do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) O Fogão Gaúcho, no 34º Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart). O sapateador participou, nos dias 16 e 17
de novembro, e trouxe para casa o troféu de quarto lugar da categoria de dança de Chula.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em seu depoimento nas redes sociais, Silva escreveu que não há preço que pague dançar no tablado do Enart, e sente-se com o dever cumprido por ter representado bem a entidade taquarense. “Chula… O que é a chula? Para muitos, é ensaiar o ano todo para chegar no Enart e dançar bem. Outros, como eu, acreditam que a chula é cada sentimento, cada batida, cada emoção que explode dentro do peito, e a gente transmite para a dança. Sentir o sangue fervendo e correndo no olho, bater os pés com toda a força, lembrar de todo o esforço passado para estar em cima daquele tablado, e assim, buscar forças para fazer o teu melhor. Essa sensação de dever cumprido não tem troféu nenhum que pague”, descreveu ele.

Além da categoria de dança de Chula, o CTG O Fogão Gaúcho também participou do Concurso de Danças Tradicionais – FORÇA B, representado pela Invernada Adulta, e da categoria Intérprete Solista Vocal Feminino, representado por Manuela Colissi. Segundo o CTG, apesar de terem feito uma belíssima apresentação, nem a Invernada, nem Manuela conseguiram se classificar para a finalíssima – etapa final do evento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Enart é um evento a nível estadual, considerado o maior festival de arte
amadora da América Latina. “A participação na etapa final do Enart é a
coroação de um trabalho que vem sendo desenvolvido pela Invernada Adulta do CTG O Fogão Gaúcho há 2 anos”, declarou o grupo que ensaiou, praticamente, todas as madrugadas das semanas que antecederam o Enart para bem representar o município de Taquara.

O Fogão Gaúcho

Desde 1948 o CTG O Fogão Gaúcho desenvolve a cultura gaúcha tradicional, através de oficinas de danças e música tradicionalistas, tendo realizado nos
últimos 70 anos mais de 15 mil atendimentos. Realizou diversos eventos culturais no Vale do Paranhana, atuando como formador de plateia e motivador da cultura gaúcha. Atualmente, trabalha com 112 crianças, jovens e adultos em seus cursos e oficinas de dança, canto e declamação. Muitos alunos que passaram pelo CTG O Fogão Gaúcho hoje atuam de forma direta na difusão da cultura gaúcha, como professores, artistas e empreendedores.

Em julho deste ano, o CTG O Fogão Gaúcho conquistou a aprovação do projeto Manutenção das Atividades Artísticas, pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC), do Governo do Estado. Esse projeto conta com o apoio da Assesso Contabilidade e o patrocínio das empresas Calçados Bottero Ltda. e F.H. Comassetto Materiais de Construção, através do financiamento do Pró-Cultura/RS (LIC) e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Estado da Cultura.

Assista à apresentação de Kelvin Moisés da Silva:

Assista à apresentação de Manuela Colissi:

Assista à apresentação da Invernada Adulta do CTG O Fogão Gaúcho: