ENSINO

Ronald aponta redução da violência e melhoria de avaliação como resultados à frente da educação no Estado

Taquarense foi secretário estadual durante a gestão de José Ivo Sartori.
Ronald Krummenauer comandou Secretaria Estadual de Educação por um ano e meio. Divulgação/Arquivo/Panorama

O taquarense Ronald Krummenauer se despediu, nesta terça-feira (1º), do comando da Secretaria Estadual de Educação, cargo que ocupou durante um ano e meio na gestão de José Ivo Sartori (MDB). Em entrevista ao programa Painel 1490, da Rádio Taquara, o agora ex-secretário elencou os principais resultados obtidos à frente da pasta, como a diminuição da violência próximo às escolas e a melhoria em indicadores de avaliação. Também citou como principal desafio do setor vencer a burocracia que atrapalha o poder público. Adiantou que deverá estar retornando ao trabalho na iniciativa privada.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




No tocante à melhoria dos indicadores de ensino, Ronald citou o Sistema de Avaliação Estadual, conhecido como Saers, que apontou melhora no final de 2018, principalmente no primeiro ano do ensino médio. “É claro que ainda está muito longe do resultado esperado e aquilo que o Rio Grande do Sul merece”, comentou, dizendo que, de qualquer forma, o resultado e o crescimento foi obtido a partir de um plano de ação que envolveu os departamentos pedagógicos da Secretaria Estadual, das coordenadorias regionais e, principalmente, das escolas. O trabalho de proximidade às escolas, aliás, foi apontado por Ronald como um dos diferenciais de sua gestão.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O segundo aspecto importante na pasta, destacou o ex-secretário, foi o incentivo ao uso da tecnologia. “Temos um projeto piloto, que já apresentamos ao novo governo e que terá continuidade, sobre o uso do smartphone, seja na lista de chamada e informações encaminhadas à Secretaria de Educação, mas nos trabalhos pedagógicos e com os pais”, comentou.

Ronald enalteceu, ainda, a atuação das comissões internas de prevenção aos acidentes e ao bullying, implantadas em 2,5 mil escolas e em mais de 100 municípios. Segundo ele, do segundo semestre de 2017 para o mesmo período de 2018, foi possível reduzir em quase 37% o número de ocorrências relacionadas à violência próximo às escolas, trabalho atribuído a estas comissões. Segundo o ex-secretário, o bullying, possivelmente, existe há várias décadas, mas era algo que não tratado junto às escolas, mas trabalhar estas questões, segundo ele, é importante para o relacionamento de vida dos estudantes.

Outro resultado apontado por Ronald é que, a partir deste ano, os currículos das escolas têm um novo referencial, construído junto às redes municipais e privadas. Ressaltou, ainda, as parcerias realizadas, principalmente com o Sistema S, para iniciativas voltadas à qualificação. Ronald lamentou a burocracia para realizar diversos trabalhos no poder público, citando, inclusive, a demora na formalização de contratos para reformas em escolas, algumas delas que sofreram danos com intempéries climáticas. Adiantou que deverá estar retomando o seu trabalho na iniciativa privada, após um período de férias depois da atuação no Estado.

OUÇA ACIMA 👆👆👆 A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA COM RONALD KRUMMENAUER À RÁDIO TAQUARA