Temperatura agora:   15.3 °C   [+]

Sindicato das Indústrias de Três Coroas participa da 44ª Fimec com sete expositores

Layout do estande Projeto Fornece, com marca do SICTC na fachada.

A 44ª edição da Fimec – Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes, que ocorre de 10 a 12 de março, na Fenac, em Novo Hamburgo, marca o início de uma importante parceria para o Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas (SICTC).


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Nesta que será a terceira participação do polo no evento, as sete empresas confirmadas compartilharão espaço com outras indústrias, dentro do Projeto Fornece. Trata-se de uma ação conjunta da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae RS), do Movimento em Prol do Vale e, agora, também do SICTC, com apoio dos municípios de Campo Bom, Igrejinha e Novo Hamburgo. 

“Foi um desejo mútuo, um “namoro” que começou na edição passada. Construímos essa parceria para agregar benefícios para ambas as partes”, detalha o executivo comercial do sindicato três-coroense, Juliano Mapelli. Para ele, as empresas do polo ganham mais visibilidade por conta do maior número de expositores concentrados no local (no total, serão 24 marcas) e pelo mix mais variado de produtos. Já o projeto beneficia-se pela força e representatividade que o SICTC tem junto ao mercado. Outro aspecto positivo da parceria é a redução no valor do investimento feito pelos expositores. “Foi possível reduzir em pelo menos 50% do que se pagou nas edições passadas e ainda teremos um espaço melhor estruturado”, pontua o executivo.  


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


EMPRESAS PARTICIPANTES

O SICTC estará representado na Fimec pelas empresas Ambiente Verde, Brocker, Cia Legbá/Pravage, Injetlickz, Maflan, Multicromo e Ssalttec. 

Sócio-diretor da Ambiente Verde, Alberto Luiz Wanner conta que a empresa está com sua capacidade produtiva ocupada. No entanto, entende que estar na Fimec é uma maneira de divulgar a empresa e promover a economia circular, já que o negócio nasceu a partir da transformação do passivo ambiental das indústrias da região em produtos como palmilhas, embalagens e materiais para ponto de venda. “Começamos em 2011 ao observarmos o descaso do mercado com os resíduos”, conta Wanner.  

O Projeto Fornecedor estará no pavilhão 1, corredor D/E.