Temperatura agora:   12.7 °C   [+]

Supervisor Geral de Obras de Rolante apresenta resumo de trabalhos feitos pela Secretaria desde 2017

Ao final de sua participação na Sessão, Trevizani foi parabenizado pelo trabalho prestado no município. Foto: divulgação.

Atendendo a um convite dos vereadores, o supervisor Geral de Obras da Prefeitura de Rolante, Airton Trevizani da Rosa, participou na última segunda-feira (1º) da Sessão Ordinária da Câmara Municipal. Durante duas horas, o titular da pasta falou sobre trabalhos realizados pela equipe da Secretaria, desde 2017 até este ano. O profissional também foi questionado pelos vereadores e prestou esclarecimentos sobre melhorias, projetos e obras em andamento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Trevizani iniciou sua fala lembrando a reconstrução de pontes, após, segundo ele, à avassaladora enchente de 2017. “Comecei meu trabalho no dia 02 de janeiro de 2017, na semana em que Rolante foi tomada por uma grande enchente, que a gente nem gosta de lembrar. A cidade bonita que era mudou de uma hora para a outra. Pontes de arame foram embora, estradas foram destruídas, era  lama por todo o lado. Mas com a ajuda dos Bombeiros, da equipe das obras e até mesmo da Câmara, reconstruímos 5 pontes pênsil (Linha Reichert próximo ao Schimia, uma próximo ao Greminho, 2 na Mascarada, uma após o Avante) e outras 2 de concreto (Mascarada e na Cascata das Andorinhas). As estradas de chão batido, fizemos todas desde 2017 com valeteamento e ensaibramento,” destacou Trevisani.

Outra obra citada por Trevizani foi a do Saneamento Público. “Cada vez que alguém puxa a descarga, para onde vai? Essa é uma obra que eu não tenho dúvidas, vai melhorar a saúde da cidade. Somente em 2019, 3,5 mil cargas de saibro foram puxadas para as obras do saneamento”, relatou o supervisor.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Entre as obras de asfalto e calçamento com blocos de concreto concluídas, o supervisor citou as ruas Conceição, Anexação, Alfredo Wüst, Guerino Pandolfo, Pedro Schneider, Noé de Freitas, Emílio Martins, 1º de Maio, 7 de Setembro, Av. Bento Gonçalves, Leopoldo Frank, Oscar Ritter e Avenida Coronel João Link. No caso dos calçamentos, Trevizani explicou que em alguns casos foi necessário realizar os trabalhos antes das obras de saneamento, mesmo tendo que reabrir as ruas depois, em função dos prazos a cumprir. “Infelizmente, a maioria das obras não acontece quando a gente quer, se não realizarmos no prazo previsto, perdemos a verba”, explicou.

No Loteamento Menegue, o titular citou as obras de calçamento com calçada nas ruas Jaeo Smaniotto, Bertoldo Edinger, Adalberto Scheffler, Darci Klein e a Felisbino Nunes (próximo ao Greminho ). Com um investimento de quase R$ 500 mil, as obras foram feitas através de emenda parlamentar, com recursos do Ministério das Cidades e R$ 189 mil de contrapartida do município. No bairro Contestado, ruas de calçamento com bloco de concreto também já foram concluídas: Carlos Osthen, 21 de Abril, Reinaldo Schenkel,20 de Setembro, 31 de Outubro, Santo Antônio, Oscar Alcindo Ritter.

Outras obras também estão em andamento, via convênio com o Badesul: Avenida Cel João Link, obra de capeamento asfáltico, sinalização horizontal e vertical e acessibilidade. Também pelo Badesul, outras 18 ruas dos bairros Rio Branco e Contestado receberão pavimentação de blocos, sinalização, drenagem e acessibilidade. A Av. Arthur Krupp e Tancredo Neves (da Avenida Bento Gonçalves até a esquina do mercado Riba), 28 de Fevereiro e Henrique Grassmann, no centro, estão sendo asfaltadas. “Toda obra empenhada em até R$ 750 mil, a Caixa só libera quando tiver 20% do dinheiro na conta. Então em função da crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus, muitas obras dependem da liberação dos recursos federais para serem iniciadas”, esclareceu Trevizani.

Entre os trabalhos que devem iniciar nos próximos dias, o supervisor citou a limpeza de rios, serviços de prevenção às cheias. “Em função da grande estiagem, falamos com a Corsan e resolvemos aguardar. Com as recentes chuvas, o nível do Rio areia está melhorando e logo poderemos reiniciar os trabalhos de remoção das ilhas e abertura de canais”, explicou. 

A respeito dos equipamentos da Secretaria de Obras, o superintendente destacou a compra de uma minicarregadeira com vassoura para limpeza das vias, capinadeira e tanque de água portátil.  Adquirida no final do ano passado com recursos próprios no valor de R$ 240.145,00, a máquina  remove a terra, varre, junta e baixa a poeira, e tem sido fundamental para a limpeza das vias urbanas de Rolante.

Para melhorar as estradas do interior, foi licitado um Rolo Compactador, no valor de R$ 325 mil, sendo R$ 135 de contrapartida do município. “Com 12 toneladas, ele soca o saibro fazendo com que a estrada fique muito mais firme e duradoura. Estamos aguardando os recursos do Ministério da Agricultura para a liberação da compra do equipamento”, explicou Trevizani.    

Ao final do relato sobre trabalhos realizados e das respostas aos questionamentos dos nove vereadores, o presidente da Câmara, vereador Diogo Henemann, parabenizou o Secretário pelo trabalho desempenhado e agradeceu a presença dele. “Desde o período da enchente de 2017 o seu conhecimento foi muito importante, tanto para a andamento das obras, quanto pelo potencial político na busca de recursos junto aos Governos Estadual e Federal”, destacou Henemann.