Taxistas de Taquara reivindicam manutenção de concessões para trabalhar

Geral

Cerca de 40 motoristas realizaram carreata na manhã desta terça-feira (17), protestando contra ação do MP de Taquara.

Taxistas e cidadãos, que apoiaram o ato da classe, entregaram projeto de iniciativa popular ao Legislativo taquarense. Foto: Jéssica Ramos/ Jornal Panorama.

A Associação dos Taxistas de Taquara liderou, na manhã desta terça-feira (17), uma carreata que teve como objetivo manifestar a contrariedade da classe em relação a um processo que o Ministério Público (MP) de Taquara move contra a Prefeitura local, e entende que as placas devem ser licitadas, não concedidas, como acontece atualmente. O protesto percorreu as ruas Júlio de Castilhos e Bento Gonçalves, retornando à Câmara de Vereadores.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Cerca de 40 motoristas, taxistas e populares em geral, que apoiaram a causa, participaram do ato. Luiz Vilmar foi um deles, ele contou que é taxista há 21 anos e que considera um prejuízo para a classe a perda das concessões. Isso, considerando que os profissionais, além de prestarem um serviço à comunidade, pagam seus impostos e taxas em dia.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Além da carreata, os motoristas entregaram à presidência da Câmara de Vereadores, um Projeto de Lei de Iniciativa Popular, que prevê atualizar e simplificar as regras para a manutenção dos serviços de táxi em Taquara. Com o documento, foram entregues mais de 4 mil assinaturas, coletadas na cidade em apoio ao projeto.

De acordo com o departamento Jurídico do Legislativo municipal, ainda nesta semana, a Câmara encaminhará um ofício para o Executivo, informando sobre o recebimento do projeto. Além disso, o Legislativo irá submeter as assinaturas para conferência da Justiça Eleitoral – processo obrigatório, porque existe um número mínimo de assinaturas, necessário para que projetos de iniciativa popular cumpram com seus requisitos.